Encontrar pessoas para conversar com

Insistir ou desistir?

2020.10.30 14:48 KenzilRay Insistir ou desistir?

Bom dia galera, tudo bem?
Tenho 21 anos e eu sou novo aqui, na verdade sou novo no Reddit em geral, e eu gostaria de desabafar um pouco com vocês, já vou adiantando minhas desculpas pelo texto longo.
Em Junho desse ano eu conheci uma menina pelo Tinder, e coincidentemente ela é da minha sala na faculdade, (estamos no primeiro ano, e como só tivemos aulas presenciais até Março, não deu pra conhecer muito bem o pessoal da sala). Bom, ai o caminho ficou mais fácil, eu procurei o WhatsApp dela no grupo da sala, e começamos a conversar por lá, e a gente se deu super bem, conversávamos o dia todo, sobre a faculdade, sobre o nosso cotidiano, sobre nosso problemas, enfim, sobre os mais variados assuntos, dava pra ver que ela tava afim de mim, assim como eu tava afim dela, mas infelizmente a gente não podia sair, nem se encontrar, por conta da quarentena estava tudo fechado, e tanto ela, como eu, estava levando isso a sério.
Bom galera, depois de uns dias conversando, eu percebi que ela estava totalmente diferente comigo, ela demorava horas pra me responder, e não me tratava como nos dias que a gente se conheceu. Isso me incomodava, mas eu sabia que não posso ficar cobrando isso de uma pessoa que sequer nem vi pessoalmente, então eu deduzi que ela estava passando por alguns problemas pessoais. Só que chegou num ponto que eu não aguentei mais, e resolvi perguntar a ela o que tava acontecendo, e resumidamente, ela tinha me dito que queria ir com calma em relação a tudo, pois passou por decepções recentes e não queria ser iludida novamente. Eu entendi o lado dela, até porque a gente não deve ficar forçando nada, tudo tem que acontecer de forma natural.
E desde esse tempo pessoal, vínhamos conversando como amigos pelo WhatsApp, as vezes conversávamos o dia todo, as vezes ela demorava pra responder, mas ela nunca me tratou mal, sempre foi gentil comigo, sempre puxava assunto e me chamava pra conversar, chegamos até fazer trabalho da faculdade juntos, eu senti que rolou uma identificação ali, entendem? Dava pra notar que ela gostava da minha companhia.
Só que a tragédia mesmo aconteceu no começo desse mês KKKKK Eu resolvi tomar uma atitude e falei que eu tava afim de uma conversa olho a olho, sair pra algum barzinho, lanchonete, restaurante, enfim, o lugar não importava, eu só queria conhecê-la melhor, sem segundas intenções. Galera, ela mandou um texto gigantesco, gigantesco mesmo, mas vou resumir aqui pra vocês: Ela disse que não sentiu o suficiente pra tentar um relacionamento, que eu posso ter criado um sentimento que não seja exatamente por ela. Ela também me disse que a gente pode dar certo lá na frente, mas que agora a gente não se identifica pra isso. Pra finalizar ela contou que tava gostando de um cara que não sabe o que quer e que sempre vai e volta na vida dela.
Isso me deixou abalado de uma forma inimaginável gente, mas ela disse que se eu quiser, eu posso chamar ela pra continuar a amizade, ela só pediu um tempo pra eu me recuperar e acabar com esses sentimentos. E hoje pessoal, eu continuo decepcionado com o que aconteceu, eu sinto muito a falta da companhia dela, das mensagens, dos assuntos. As vezes eu me arrependo de ter dito tudo aquilo pra ela, pois hoje parece que a gente nem se conhece mais..... mas por outro lado, eu não iria saber que ela gosta de outra pessoa entendem?
Isso tá afetando no meu dia a dia, no meu desempenho no trabalho, nas aulas online, e nessa quarentena parece tudo ficar intenso, eu choro sozinho, sinto saudades, fico carente esperando por uma mensagem inesperada, eu sinto um vazio muito grande. Eu cheguei a responder alguns stories dela (podem me chamar de trouxa gente, porque eu sou mesmo), e ela respondeu com muita gentileza, como se nada tivesse acontecido, mas eu não prolonguei muito a conversa, porque eu só iria ficar me machucando ali... e não é isso que quero para mim!
Gente eu gostaria de saber o que vocês fariam no meu lugar, se vocês chamariam depois pra continuar a amizade ou não? Mais uma vez me desculpem pelo texto longo, não sei se alguém vai ter coragem ou o tempo suficiente pra ler e responder tudo isso, mas eu precisava desabafar com alguém....
Obrigado!
submitted by KenzilRay to desabafo [link] [comments]


2020.10.30 12:26 KenzilRay Insistir ou desistir?

Bom dia galera, tudo bem?
Tenho 21 anos e eu sou novo aqui, na verdade sou novo no Reddit em geral, criei minha conta ontem, e eu gostaria de desabafar um pouco com vocês, já vou adiantando minhas desculpas pelo texto longo.
Em Junho desse ano eu conheci uma menina pelo Tinder, e coincidentemente ela é da minha sala na faculdade, (estamos no primeiro ano, e como só tivemos aulas presenciais até Março, não deu pra conhecer muito bem o pessoal da sala). Bom, ai o caminho ficou mais fácil, eu procurei o WhatsApp dela no grupo da sala, e começamos a conversar por lá, e a gente se deu super bem, conversávamos o dia todo, sobre a faculdade, sobre o nosso cotidiano, sobre nosso problemas, enfim, sobre os mais variados assuntos, dava pra ver que ela tava afim de mim, assim como eu tava afim dela, mas infelizmente a gente não podia sair, nem se encontrar, por conta da quarentena estava tudo fechado, e tanto ela, como eu, estava levando isso a sério.
Bom galera, depois de uns dias conversando, eu percebi que ela estava totalmente diferente comigo, ela demorava horas pra me responder, e não me tratava como nos dias que a gente se conheceu. Isso me incomodava, mas eu sabia que não posso ficar cobrando isso de uma pessoa que sequer nem vi pessoalmente, então eu deduzi que ela estava passando por alguns problemas pessoais. Só que chegou num ponto que eu não aguentei mais, e resolvi perguntar a ela o que tava acontecendo, e resumidamente, ela tinha me dito que queria ir com calma em relação a tudo, pois passou por decepções recentes e não queria ser iludida novamente. Eu entendi o lado dela, até porque a gente não deve ficar forçando nada, tudo tem que acontecer de forma natural.
E desde esse tempo pessoal, vínhamos conversando como amigos pelo WhatsApp, as vezes conversávamos o dia todo, as vezes ela demorava pra responder, mas ela nunca me tratou mal, sempre foi gentil comigo, sempre puxava assunto e me chamava pra conversar, chegamos até fazer trabalho da faculdade juntos, eu senti que rolou uma identificação ali, entendem? Dava pra notar que ela gostava da minha companhia.
Só que a tragédia mesmo aconteceu no começo desse mês KKKKK Eu resolvi tomar uma atitude e falei que eu tava afim de uma conversa olho a olho, sair pra algum barzinho, lanchonete, restaurante, enfim, o lugar não importava, eu só queria conhecê-la melhor, sem segundas intenções. Galera, ela mandou um texto gigantesco, gigantesco mesmo, mas vou resumir aqui pra vocês: Ela disse que não sentiu o suficiente pra tentar um relacionamento, que eu posso ter criado um sentimento que não seja exatamente por ela. Ela também me disse que a gente pode dar certo lá na frente, mas que agora a gente não se identifica pra isso. Pra finalizar ela contou que tava gostando de um cara que não sabe o que quer e que sempre vai e volta na vida dela.
Isso me deixou abalado de uma forma inimaginável gente, mas ela disse que se eu quiser, eu posso chamar ela pra continuar a amizade, ela só pediu um tempo pra eu me recuperar e acabar com esses sentimentos. E hoje pessoal, eu continuo decepcionado com o que aconteceu, eu sinto muito a falta da companhia dela, das mensagens, dos assuntos. As vezes eu me arrependo de ter dito tudo aquilo pra ela, pois hoje parece que a gente nem se conhece mais..... mas por outro lado, eu não iria saber que ela gosta de outra pessoa entendem?
Isso tá afetando no meu dia a dia, no meu desempenho no trabalho, nas aulas online, e nessa quarentena parece tudo ficar intenso, eu choro sozinho, sinto saudades, fico carente esperando por uma mensagem inesperada, eu sinto um vazio muito grande. Eu cheguei a responder alguns stories dela (podem me chamar de trouxa gente, porque eu sou mesmo), e ela respondeu com muita gentileza, como se nada tivesse acontecido, mas eu não prolonguei muito a conversa, porque eu só iria ficar me machucando ali... e não é isso que quero para mim!
Gente eu gostaria de saber o que vocês fariam no meu lugar, se vocês chamariam depois pra continuar a amizade ou não? Mais uma vez me desculpem pelo texto longo, não sei se alguém vai ter coragem ou o tempo suficiente pra ler e responder tudo isso, mas eu precisava desabafar com alguém....
Obrigado!
submitted by KenzilRay to relacionamentoo [link] [comments]


2020.10.29 14:46 KenzilRay Meu Primeiro Desabafo

Bom dia galera, tudo bem?
Tenho 21 anos e eu sou novo aqui, na verdade sou novo no Reddit em geral, e eu gostaria de desabafar um pouco com vocês, já vou adiantando minhas desculpas pelo texto longo.
Em Junho desse ano eu conheci uma menina pelo Tinder, e coincidentemente ela é da minha sala na faculdade, (estamos no primeiro ano, e como só tivemos aulas presenciais até Março, não deu pra conhecer muito bem o pessoal da sala). Bom, ai o caminho ficou fácil, eu procurei o WhatsApp dela no grupo da sala, e começamos a conversar por lá, e a gente se deu super bem, conversávamos o dia todo, sobre a faculdade, sobre o nosso cotidiano, sobre nosso problemas, enfim, sobre os mais variados assuntos, dava pra ver que ela tava afim de mim, assim como eu tava afim dela, mas infelizmente a gente não podia sair, nem se encontrar, por conta da quarentena estava tudo fechado, e tanto ela, como eu, estava levando isso a sério.
Bom galera, depois de uns dias conversando, eu percebi que ela estava totalmente diferente comigo, ela demorava horas pra me responder, e não me tratava como nos dias que a gente se conheceu. Isso me incomodava, mas eu sabia que não posso ficar cobrando isso de uma pessoa que sequer nem vi pessoalmente, então eu deduzi que ela estava passando por alguns problemas pessoais. Só que chegou num ponto que eu não aguentei mais, e resolvi perguntar a ela o que tava acontecendo, e resumidamente, ela tinha me dito que queria ir com calma em relação a tudo, pois passou por recepções recentes e não queria ser iludida novamente. Eu entendi o lado dela, até porque a gente não deve ficar forçando nada, tudo tem que acontecer de forma natural.
E desde esse tempo pessoal, vínhamos conversando como amigos pelo WhatsApp, as vezes conversávamos o dia todo, as vezes ela demorava pra responder, mas ela nunca me tratou mal, sempre foi gentil comigo, sempre puxava assunto e me chamava pra conversar, chegamos até fazer trabalho da faculdade juntos, eu senti que rolou uma identificação ali, entendem? Dava pra notar que ela gostava da minha companhia.
Só que a tragédia mesmo aconteceu no começo desse mês KKKKK Eu resolvi tomar uma atitude e falei que eu tava afim de uma conversa olho a olho, sair pra algum barzinho, lanchonete, restaurante, enfim, o lugar não importava, eu só queria conhecê-la melhor, sem segundas intenções. Galera, ela mandou um texto gigantesco, gigantesco mesmo, mas vou resumir aqui pra vocês: Ela disse que não sentiu o suficiente pra tentar um relacionamento, que eu posso ter criado um sentimento que não seja exatamente por ela. Ela também me disse que a gente pode dar certo lá na frente, mas que agora a gente não se identifica pra isso. Pra finalizar ela contou que tava gostando de um cara que não saber o que quer e que sempre vai e volta na vida dela.
Isso me deixou abalado de uma forma inimaginável gente, mas ela disse que se eu quiser, eu posso chamar ela pra continuar a amizade, ela só pediu um tempo pra eu me recuperar e acabar com esses sentimentos. E hoje pessoal, eu continuo decepcionado com o que aconteceu, eu sinto muito a falta da companhia dela, das mensagens, dos assuntos. As vezes eu me arrependo de ter dito tudo aquilo pra ela, pois hoje parece que a gente nem se conhece mais..... mas por outro lado, eu não iria saber que ela gosta de outra pessoa entendem?
Isso tá afetando no meu dia a dia, no meu desempenho no trabalho, nas aulas online, e nessa quarentena parece tudo ficar intenso, eu choro sozinho, sinto saudades, fico carente esperando por uma mensagem inesperada, eu sinto um vazio muito grande. Eu cheguei a responder alguns stories dela (podem me chamar de trouxa gente, porque eu sou mesmo), e ela respondeu com muita gentileza, como se nada tivesse acontecido, mas eu não prolonguei muito a conversa, porque eu só iria ficar me machucando ali... e não é isso que quero para mim!
Gente eu gostaria de saber o que vocês fariam no meu lugar, se vocês chamariam depois pra continuar a amizade ou não? Mais uma vez me desculpem pelo texto longo, não sei se alguém vai ter coragem ou o tempo suficiente pra ler e responder tudo isso, mas eu precisava desabafar com alguém....
Obrigado!
submitted by KenzilRay to desabafos [link] [comments]


2020.10.29 10:18 nofimnaime Palavras Somente.

Eu não aguento mais conversar comigo mesmo, e como não tenho mais pessoas para isso, essa é a melhor solução. Minha vida só desanda, e desde 2017 eu não consigo segurar as pontas, tive perdas que até hoje me doem, e escolhas nas quais eu me arrependo toda a noite antes de dormir. Consegui afastar esses pesos algumas vezes durante esse tempo, mas ele volta com mais carga, cargas atuais, e isso sempre vem a calhar na semana do meu aniversário. Mas esse peso não é a dor que quase me fez ser atropelado no meu aniversário ou a entrar em pânico na frente de um mercado. Uns meses atrás conheci uma pessoa, e eu naquele momento só queria sair com alguém, aproveitar uma nova amizade e ter aquele lance casual, era só isso, eu estava no meu canto escuro do quarto, já acostumado com esse peso no meu peito, e não queria mais dor de cabeça. E infelizmente eu conheci ela, eu não dava nada pra aquela desgraçada, as mensagens trocadas porém, me fez sentir algo por ela, aquele tipo de sensação "Ok, quero ser seu amigo", e desse jeito eu descobri que ela também não estava bem, tinha acabado de sair de um relacionamento complicado de 5 anos (3 anos de namoro, mas já sofria por 5 anos), e eu botei aquilo na minha cabeça, só queria ter uma pessoa pra conversar, conviver e aproveitar tudo que dava, e depois de uma longa espera de dois dias de conversa, resolvemos se encontrar, morávamos perto do outro, na qual no meio do caminho tinha um parque, perfeito meio termo para ambos, e quando eu vi ela, tudo que eu tinha montado sobre ela mudou. Aquele mesmo sentimento que você olha e admira aquela pessoa no trem, acha tudo incrível e pensa "e se...", o diferencial mesmo foi já conhecer ela, e a cada detalhe, conversa e risadas daquele dia, eu tive a infelicidade de nutrir um sentimento por ela... Não demorou muito para as coisas rolar entre a gente, tínhamos um entrosamento perfeito, e estávamos lá, indo pra minha casa no nosso primeiro encontro, e o que eu achei disso? Eu realmente tinha me apaixonado pelo brilho do olhar dela, o sorriso dela me trazia pás e a voz dela me acalmava, era tudo que eu queria até o momento, chegando lá ela me explicou que o ex relacionamento dela ainda pesava naquele momento, lógico que eu me desapontei um pouco, mas era apenas uma apaixonisse de momento, dava para reverter, e fiz o que tinha que fazer, falei que não iria servir de ponte para ninguém superar ninguém, acabou que ela dormiu na minha casa... Foi uma das melhores noites da minha vida? CLARO PORRA, E AINDA ELA FOI A PROTAGONISTA DE UMA DAS CENAS MAIS MEMORÁVEIS DA MINHA VIDA. No outro dia, conversamos ainda mais, e na dúvida que eu estava, esperei pelo movimento dela, pra mim tudo é um jogo, cada detalhe e ação conta, e o turno dela foi pedir um Uber pra minha casa, pra passar outra noite comigo, e ela estava incrivelmente linda... maquiada com uma delicadeza... vestido que abraçava a arte corporal dela... e a boca que porta o melhor dos sorrisos...
Foi nesse momento que eu cometi o maior erro de todos, depois de uma noite incrível (outra), eu falei que queria ela pro resto da minha vida, ela ainda estava afetada pela outra, mas o coração dela já sentia alguma coisa por mim, além do relacionamento passado dela, tinha a minha ex...
E então eu entro no meu primeiro inferno.
Sim, é isso mesmo que você está pensando, 4 dias de conversa e eu já estava pedindo ela em namoro, eu não conhecia ela direito, e muito menos ela me conhecia, só que aqueles momentos foram ótimos, e foram por bastante tempos, mesmo com autos e baixos, só que cada vez que ela deitava no meu peito, e a gente conversava fica mais nítido que os dois se amava, e saiu dela, o primeiro "te amo", na qual terei a dor de nunca esquecer, e foi assim que depois de 6 dias de conhecer ela, resolvemos entrar em um relacionamento, depois dela ter completado um mês de sair do dela, e eu de ter tentado incontáveis vezes de retorna com minha ex. Aliás, minha ex... todos nós temos problemas, e o problema dela sempre foi se depender demais de mim, morávamos juntos, e depois de perceber que a gente não daria certo, terminei e voltei pra casa, porém ela era destruída psicologicamente, uma vontade de suicídio constante, e eu tinha medo de isso se torna uma realidade, mesmo terminando com ela, a moça nunca deixou de ter minha importância, antes de sermos namorados, eramos amigos, e isso não acabou, sempre vou me importar com ela, como a grande amiga que ela é. E nossa protagonista não entendia isso, até tentou compreender a gente guardar por um tempo, mas ela queria nos anunciar para o mundo... E no começo eu não entendia o "pra que?" só tentava explica que isso poderia acabar com a vida de uma pessoa, e depois de uma semana nisso, se encontrando todos os dias com ela, resolvi conversar com minha ex. Expliquei pra ela o que estava acontecendo, e que eu tinha encontrado outra pessoa, que não queria perder o contato dela, sendo ela uma das pessoas mais importantes da minha vida, acabou que minha ex entendeu, e ficou ressentida, ela sentia muita coisa, e queria voltar... mas ela seguiu o caminho dela e me deu apoio, ela simplesmente me queria feliz, era só eu correr pro abraço da minha então amada e vocês teriam lido o começo de uma linda história de amor...
E então eu senti pela primeira vez a chama silenciosa do primeiro inferno.
A pessoa cujo eu já chamava de "Vida", não achou isso o bastante, mesmo já declarando nosso namoro, ela queria mais, pediu pra eu cortar contato com minha ex, vulgo melhor amiga, dizia que não daria certo e me pressionou a prometer isso pra ela, e nesse meio termo, eu tive que ver ela tentando reconstruir uma amizade com a ex dela e falhando miseravelmente no mínimo, mas BELEZA, segui deixando a minha ex de lado e fui construir o que eu queria com a pessoa que eu desejava, e nas primeiras semanas, foi maravilhoso, eramos a melhor combinação do mundo, dava pra sentir os outros casais invejando, a gente era mais entrosado que Romário e Bebeto, mais bonito que o sol se pondo em um céu laranjado, muito mais divertido que o todo o elenco dos Barbixas fundido com o Hermes e Renato, se você não entendeu que éramos incríveis, coloca todas as referências ao seu gosto que você vai entender. Só que eu descia mais para o inferno e não sabia.
Os outros níveis do inferno.
Todo mundo briga, não é nenhum erro discordar com alguém, e os lados se alterarem, mas o meu pavio estava curtíssimo... Eu não me aguentava, imagina então os erros das outras pessoas? E eu falava com ela o que me incomodava, e não era coisa básica do tipo "aí não gosto do seu sotaque" tava mais pra "você poderia falar menos putaria no meio da rua entre as pessoas?". E isso foi piorando, e eu não sou nenhum santo, muito pelo contrário, sei que errei de ter falado com ela daquele jeito, e então foi aí que o MEU jogo começou a trocar de estilo, eu percebi que tinha que mudar meu jeito, meu comportamento e minha forma de tratar algumas coisas. Sou explosivo, se tem que brigar, eu brigo, mas cara, eu não queria perder ela, e nessas foi me tocando que poderia ser melhor eu me trancar na fúria e dialogar na calma, e sim, eu me moldei a ela. Não, não errei só nisso, fiz coisas na qual eu não me orgulho e nem sei como aconteceu, porém, eu estava lá, ouvi o dela, e mudei, é um mérito meu, eu quero que você que está lendo tenha sua própria resposta para isso, pois a minha resposta é, não, isso não é um mérito, se você percebe que está errado, você muda, ok! Ok? E eu infelizmente não vou te dar um Plot Twist e falar que estamos vivendo lindamente, pois a gente desceu mais os degraus... No nível de começar a culpar o jeito no qual a gente conversava no whats para poder brigar, ela falava que eu era outra pessoa no whats, que respondia seco e era monossilábico, eu nunca vi isso, para começo de conversar, e ninguém nunca reclamou isso de mim, o que eu achei mais estranho, porém ela falou que outras pessoas que ela mostrava minha conversava concordava com ela, e tentei mudar isso, mandava mas áudio no intuito de ser mais confortável pra ela, e então chegou nosso primeiro mês de namoro...
Eeeeeh laiá, se quiserem numerar os infernos, fiquem à vontade, pois eu não tenho saco.
Eu sempre odiei isso, de mêsversario, maluco, ninguém quer saber que seu bebê feio está fazendo 8 meses, ou então seu relacionamento que ninguém liga está no terceiro mês, sabe quem se importa pro seu relacionamento, você e sua companheira, e... era importante para nós dois... pra mim pelo menos...
Chegou o cujo dia, e eu tinha planejado uma coisa simples, porém de coração. Vinho, uma pizza, janela aberta com iluminação da lua, era um momento especial na qual queria deixar ainda mais especial. Não falei nada, só deixei as coisas acontecer, e eu não sei por qual motivo, mas ela não estava me ajudando para isso (descobri depois o porquê) e meio que ficava "aí vc quer me ver ou não", meio que se não fosse óbvio que SIM, não só pela vontade de ver ela todo o dia, como pela data, e eu falava que queria, porém ela achou que faltou "vontade" nas minhas palavras, e resolveu ir em uma festa no dia que marcava um mês no nosso relacionamento, eu não acreditei, fiquei encabulado, cara, era nossa noite, noite na qual você optou por passar com pessoas que eu nem sabia quem era, e sem mais nem menos, e vamos discutir de novo... Mas dessa vez foi diferente. Fui na casa dela, já tínhamos conversado sobre o que aconteceu pelo telefone, ela falando que eu não fui direto e parecia sem vontade de ver ela, e eu explicando que não, e que ela cagou pra mim e foi pra uma festa como se fosse nada de mais... Acabou que ela me falou que estava muito cansada pra um relacionamento sério, e que achava melhor a gente dar um tempo, até ela se sentir confortável para estar em outro relacionamento... Tudo que eu queria, era não perder ela, concordei como um desesperado, porém falei que não iria aceitar algumas coisas, entramos em um consenso, e agora sim estamos felizes até agora, claro que não...
Depois desse episódio, resolvi me dedicar ainda mais, fazia tudo que dava pra ela, andava pra qualquer canto com ela, ia buscar, levava ela, talvez vocês nem acredita, mas eu mudei a direção do vento só pra ver o vento tirar o lindo cabelo dela da frente do mais belo rosto, e isso não foi o bastante. Ela buscava mais coisas para a gente discutir, com coisas do tipo "não se mexe no celular na companhia de alguém" é até verdade, mas dá pra você abrir uma excessões quando você passa o dia inteiro com a pessoa, mas eu aderi, e continuei me mudando por ela, era meu foco a melhora dela, e ter nossas alianças de volta "sim, eu comprei alianças, e ela tirou quando pediu o tempo". Mas foi aí que as coisas começaram a mudar pra mim, não vou esquecer que a gente passou mais um tempo de boas, mesmo depois dela ter pedido o tempo dela, a gente brigou muito, e nisso eu estava pensando "será que é bom pra nós dois?" só que quando a gente passava a tarde juntos, eu perdia esse pensamento, pois eu amava ela de verdade, cogitei terminar sim com ela, mas a gente conversava e se resolvia, porém foi nessa que eu percebi que só uma pessoa mudava, eu...
E então, chegamos no último inferno.
Essa epopéia estava no fim, e eu nem percebi, mas vamos logo para o último capítulo. Eu já conhecia a família dela, pelo menos a parte que ela sente alguma coisa, e chegou a vez dela conhecer a minha, meu irmão que tava em Brasília veio com a minha prima e era o momento perfeito, minha mãe ia preparar um almoço especial, chamou até minha tia e meu tio, tava tudo perfeito, só não esperava por uma coisa importante, ela não ir... Então vamos lá, bora começar uma semana antes, ela estava mal, se sentindo triste, fui na casa dela e troquei meu melhor amigo (que estava fazendo aniversário) pra ficar com ela, ele simplesmente me implorou para ir, e eu só falei "me ocorreu um imprevisto", era ela o imprevisto, e dei a força que ela precisava, beleza, no outro dia ela saiu com a amiga dela (coisa que me incomodava, já que a amiga dela incentivava ela ficar com outras pessoas, mas dessa vez, eu achei que ela precisava sair da casa dela). Só que ela ainda estava meio pra baixo, e no final de semana, especificamente sábado, resolvemos sair, ela com a galera dela, e eu com meu amigo que eu tinha furado, no domingo era o almoço, beleza, a gente conversou no whats e parou em um momento da noite, eu não me lembro do restante da noite, fiquei muito bêbado (e não, não fiz nenhuma merda de bêbado, só não me recordo de como eu voltei pra casa e que horas), acordei cedo, que é estranho, e antes mesmo de mandar mensagem pra ela, 6h ela me manda um áudio, falando que tava voltando pra casa da amiga dela naquele horário e que não daria pra ir pra minha casa conhecer minha família, eu fui destruído aí, mandei um "tudo bem", esperei até às 7h, fui no mercado comprar as coisas pro almoço, e foi isso, a cada pessoa perguntando, "Hey, cadê a sua Vida", eu simplesmente colocava um sorriso falso no meu rosto e falava "tá passando mal hoje, vai ficar em casa", no meio do almoço ela me ligou, e eu falei que fiquei mal com isso, e que não queria ver ela. E lembra que eu falei que via as coisas como um jogo, foi esse momento que eu pensei em desistir de tudo, o mais forte desse sentimento. Ela veio em casa, e me ouviu dizer que não queria mais aquilo, eu tinha cancelado trabalho pra ir ver a família dela, quando ela ficou na rua pra não ver a minha, mas eu fui fraco, aceitei as desculpas dela... A mesma pessoa que fala que desculpa não é uma palavra, e sim uma ação, e foi nisso que eu me peguei. E no outro dia, ela tinha uma entrevista de emprego online, na qual o entrevistador não foi com a cara dela (e ele foi babaca, ela foi incrível na entrevista), s acabou nela não passando, ficou devastada, e eu ainda meio chateado com ela, larguei de lado esse sentimento, e fui ajudar ela, comprei bebida, a melhor pizza que eu podia pegar (dominos é claro) pra ver ela levando o vinho que peguei pra beber com a amiga dela...
Ok...
Queria muito ver ela, e na sexta foi o dia, IRRAAAAAAAA, vou ver ela, e ela vai passar o dia comigo, vamos ter a melhor noite de todas e nada disso vai acontecer... Tirando a parte de ver ela, eu fui, e passei incrível 3h lá, a amiga dela falou que tava na bad, e pediu pra ela ir lá, e fodac eu. Mas até aí tudo bem, a garota lá precisava de uma companhia, acompanhei ela até um lugar pro Uber ficar tranquilo, e trocamos mensagem até de noite, quando ela resolveu sair... E sumiu... De madrugada (umas 5h) ela falou que a noite dela foi incrível, que conheceu um cara na qual conversou bastante, e que se divertiu muito, e isso foi as últimas coisas que ela me falou no final de semana resto de sábado, domingo e começo de segunda. Então começou a semana, fui entregar currículo já pensando "isso não está acontecendo" "deve ter uma resposta melhor", a única coisa que ela deveria fazer, era me valorizar depois da pisada de bola do almoço, e não contente, ela me pisa na com os dois pés depois, eu precisava entregar aqueles currículos, eles perderiam a data de vencimento, já que no outro dia eu teria 23 anos, e foi o pior dia do meu ano, eu tava visivelmente abalado, cheguei a vomitar no meio da rua, e mandei mensagem pra ela, pra saber se como estava, e ganhei um incrível "oi, c tá bem?". Cara eu já não tava legal, estava no meio da rua mal, e ainda ganho uma dessa, como se fosse um qualquer na vida dela, mandei um áudio pra ela, falei que não tava, que ela tinha sumido final de semana e queria conversar com ela, e sim, já ia com intensão do pior, colocar todas as coisas dela na minha bolsa, e com a pior das hipóteses já terminava ali, só que fui surpreendido... ela responde a porra do áudio com um "ah, não sei oq vc entendeu, nosso lance é casual, eu tive um final de semana cheio, virei duas noites, pipipipopopo" as lágrimas do meu rosto já estava deixando de existir com a falta de senso dela, eu simplicidade liguei e a única coisa que eu consegui falar foi "Eu desisto." Falei que ia encontrar ela e levar as coisas que estavam na minha casa, e pedi pra ela levar as minhas coisas (inclusive as alianças que ficou com ela), quando ela me chega, toda sorridente, fazendo sinalzinho com a mão, e eu não querendo acreditar, não sabendo se ela não entendeu a grandeza dos acontecimentos, ou porquê eu era só um qualquer pra ela, ela sentou na minha frente e disse "aí, eu não vou mais correr atrás de você... E blá blá blá" era uma realidade horrível, eu não estava acreditando que vivia aquilo, eu pedi minhas coisas, dei a dela, e disse tchau, e ela teve a pachorra de me perguntar se eu não ia abraçar ela, será que em algum momento ela percebeu minha expressão facial? Ela olhou pro vermelho dos meus olhos? Ou então notou o tom da minha voz? Eu cheguei em casa, destruído, e desativei tudo que poderia, graças a Deus eu ainda tenho pessoas que se importa comigo, e me ligaram, falei que ia me isolar um pouco e que qualquer coisa poderia me ligar. Foi a pior noite da minha vida, não dormi nada, e não aguentava nada, quando chegou as 7h da manhã, resolvi sair, chorando que soluçava, e fui para o parque, sentei no banco, e fiquei lá, quando a primeira pessoa me liga, me dando os parabéns (sim, era meu aniversário), eu não sabia oq falar e disse que tava ocupado, na segunda eu não consegui enganar, e percebeu minha voz de choro, falei que logo ligava de novo, e na terceira, eu desabei, era minha ex, a única pessoa que eu não esperava, ela sempre sabe quando eu não estou bem, e ela me deu um pouco de energia, me incentivou a ir pra casa, ver minha mãe, e sair com algum amigo, levantei animado, as palavras dela fazia sentido, até lembrar que a única pessoa que eu realmente queria a ligação não fez questão, e aconteceu uma das piores coisas da minha vida, eu simplesmente olhei para um carro na rua, e fui em direção a ele, a sorte que eu tive do cara ter feriado hoje eu vejo que é incrível, a sorte que eu tive de só ter subido em cima do capô dele e ver ele de tão perto atrás do parabrisa só mexendo a boca não entendendo nada que ele falava, sai de cima do carro e sentei na calçada, depois de uma longa conversa entre um grupo de pessoas, um cachorro e comigo mesmo, resolvi ir pra casa, lavei meu rosto e abri a geladeira, minha mãe tinha feito uma torta pra mim e comprado pizza pra fazer de noite, a minha relação com minha mãe é de mais ou menos pra ruim, porém naquele mesmo dia, foi ela que me viu chorar depois de me desejar sorte, sendo que quem eu chamava de "Vida" me deu o pior parabéns possível pelo Instagram.
Até hoje, dois dias depois do meu aniversário, ela não apareceu pra falar qualquer coisa, e eu realmente não quero ver a cara dela, pois eu tô destruído, até agora eu tô recebendo ligação e mensagem de pessoas que realmente se importa comigo, pedindo pra me ver, e eu não conseguindo, porque essa é a pior versão de mim, e eles merecem muito mais que isso, eu tô pensando em tanta coisa ruim agora, e minha mente tá conturbada tentando simular isso como se nunca tivesse acontecido, e eu realmente não consigo acreditar como esses poucos meses, destruíram tanto minha vida.
Você que leu isso até agora, agradeço muito por reservar esses minutos da sua vida pra esse texto, eu começar ele umas 23h da noite, e tô terminando agora 6h17, depois de parar algumas vezes, e me desculpa pelo tamanho. Eu só achei que precisava compartilhar isso com alguém.
Obrigado por ter chegado até aqui.
submitted by nofimnaime to desabafos [link] [comments]


2020.10.27 16:40 dreusdreus Não quero ter filhos

Discuti com minha vó. Ela: "não é normal uma mulher não querer ter filhos". Ela de novo: "a mulher que não quer ter filhos tem um problema".
Decidi que não vou mais colocar na mesa esse assunto. É uma discussão cansativa, onde não existe uma reflexão da outra parte.
Não quero ter filhos. E daí? Pq as pessoas se ofendem tanto com essa decisão?
Não quero ter que me justificar.
Mas gosto de falar os motivos.
Não gosto de me importar com as pessoas a ponto de doer. Pq o amor de mãe dói e muito. Doi quando o filho recusa o bico, doi quando a criança da seu primeiro chilique, doi quando somem, doi quando te desrespeitam, doi quando o filho não respeita a mulher, doi quando o amor não é retribuído da mesma intensidade, doi perder o filho, doi perder o filho para suicídio, doi perder o filho para homicídio, doi perder o filho pelas drogas e dói perder o filho para o crime. Doi quando o filho não manda mensagem quando sai para a farra. Preocupações, culpa e dor. São esses sentimentos que nascem numa mãe. Existe o amor. Aquele amor incondicional. E muitos vão me alertar de que eu nunca vou sentir um amor tão forte. Eu acho lindo amor de mãe. Mas eu não quero. Eu fujo de intensidade e ser mãe é colérico.
Tenho horror a dor do parto. Não acho bonito barriga de grávida. Parto normal ou cesariana existe chances de ter uma violência obstétrica. Nao ia gostar do processo da gravidez. Não ia querer amamentar. Sem contar na possibilidade de depressão pós parto.
Não quero um ser dependente de mim durante anos. E infelizmente é impossível calcular quanto tempo.
Não quero educar. Na teoria, educar é o máximo. Na prática, um bocado mais difícil de exercer. É necessário paciência, persistência e repetição. E mesmo assim pode ser que a criança não esteja disposta aprender.
Filhos custam muito caro. Eu não gosto de gastar muito, tendo filhos seria difícil evitar gastos. Roupas, brinquedos, saúde, alimentação, educação. Sem contar que eu teria que lidar com a negociação quando a criança decidir se jogar no chão caso eu não queria comprar o que ela quer.
Criança chora. Criança faz birra. Criança pode ser bem manipuladora e má. Não tenho muito jeito com crianças. Eu as trato como adulto. Não sei adular.
São companhias que eu não quero ter. Não quero ter 24h um bebê, nem uma criança e muito menos um adolescente. Posso trocar ideia com pessoas de variadas faixas etárias mas eu sempre preferi conversar com pessoas da minha idade até os mais velhinhos. Se a criança fosse um benjamim Buttom, eu ia me entroçar mais. Então se meus filhos nascerem com 30/40 e sem depender de mim, seria ótimo mas aí não seriam filhos, seriam amigos/amantes/colegas.
Depois que o filho cresce, eles dão pitaco na sua vida. Principalmente se você for velho.
Você nunca estará sozinha. Pelo menos durante uns bons anos. E a ideia de não poder ficar só, me da uma agonia sem precedentes. É tirar uma parte essencial da minha vida.
Eu não gosto de cuidar. Nem da casa nem dos outros. Não gosto de ter que preparar comida todo dia, nem dar banho, nem vestir, nem levar aos lugares. Não ia gostar de ter que mandar tomar banho ou mandar fazer a tarefa.
Você terá que sempre está pronta. Ou para uma emergência, um dever de escola, uma briga mal resolvida, comida. Se você não for privilegiado, não terá uma empregada. Logo você está sempre fazendo alguma coisa pra casa ou para o bebê. E bebê demanda muito da mãe e vai demandar ate parte da sua infância.
Seria injusto ter filhos esperando que eles cuidem de mim na velhice. Primeiro que velhice não é doença. Segundo que mesmo com filho, eu ia preferir me virar só. E se fosse necessário, eu mesma contrato uma enfermeira. Se fosse necessário.
Eu sou pacata. Não ia gostar de ter que ir a escola trocar ideia com outras mães nem conhecer os amigos do meu filho na parquinho. Ia recusar todos os convites para festa infantil e também não ia gostar de fazer festa pq da gasto e enche de gente.
Eu tenho um problema psiquiátrico. Ter um filho biológico aumenta 50% das chances dele também ter esse mesmo problema. Não quero um mini eu por aí. Tô bem de boa em não espalhar meus genes medicamentados, rs.
Meu filho pode me culpar por todos os problemas. Eu posso culpar meu filho por todos os meus problemas. Não quero isso pra mim.
Ter filho é uma escolha, uma decisão. Que precisa ser pensada durante meses, senão anos! Filho não se pode devolver nem jogar na rua. Tem que cuidar da melhor maneira possível. É uma bela decisão, admiro muitas mães por aí e acho que deve ser uma das coisas mais difíceis de fazer: educar um ser humano. E pra isso a mulher que decidiu ser mãe também tem que querer muito. Não adianta querer ser mãe pela sociedade ou pq o marido quer um filho. No final, é a mulher que toma conta do ser.
E por fim, eu não quero ter filhos por causa da sociedade misogina que vivemos. Sociedade que comete violência obstétrica, trata a mãe como uma parideira sem emoções, como uma santa que não transa, se mete na vida do que deve pode não pode fazer. A mãe é vigiada. Pq é uma mulher com filhos, saindo de mini saia? Com esse sujeito do Tinder? O que nossa família vai pensar? Tenha outro filho, vai deixar o moleque sem um par? Que horrível mulher amamentando na rua, esconde esse peito. E quando você sai, você deixa o filho com quem? Quem é o pai do seu filho? Não casou pq? Mãe solteira. O pai ajuda? Nossa, ele da pensão! Você deveria agradecer pq nem isso os homens fazem. Vai usar biquíni depois que pariu? E essa pelanca aí? Corajosa você, hein? Não leva homem nenhum pra casa não, seu filho pode estranhar ou se apegar demais ao cara. Come x coisa que é ótimo para enjoo. Ah não come x coisa pq pode piorar o enjoo. Vai viajar? Mas você teve filho tem só 1 ano! Mas você vai levar ele ne? Não? Meu deus...Onde seu filho tá? Não dá doce pra ele! Olha a idade do menino! Ah, tem que dar doce, deixa o menino curtir um pouco. Que barriga linda, posso tocar? Mas ele fica esse tempo todo na casa do pai? Pra você trabalhar? Mas você é a mãe! E assim vai...
Existe a possibilidade de arrependimentos. Existe a possibilidade de não encontrar um amor incondicional no filho. Existe a possibilidade de não gostar do meu filho. Existe a possibilidade de sermos dois parentes que se estranham muito.
E se todo mundo pensasse muito antes de ter um filho, o mundo, bem talvez, seria um lugar melhor.
submitted by dreusdreus to desabafos [link] [comments]


2020.10.23 18:30 ocoio DICA: Se você trabalha como programador / na área de TI procure um emprego remoto em empresa gringa

Ei brasil estou escrevendo esse texto pq recentemente eu vi um post no Estadão que dizia: "Não basta só ter um currículo, é preciso adaptá-lo a cada vaga..." Algo assim. Esse Post dele me indignou um pouco, não o post em si mas as coisas ridículas que os "CEO"s brasileiros fazem o trabalhador passar pra ser contratado e receber um salário de merda.
Minha história:
Eu abri uma startup, a startup não deu certo, fechei, resolvi procurar emprego como desenvolvedor. Meu primeiro passo foi me cadastrar nesses sites tipo revelo e geekhunter. Coloquei como pretensão salarial 10K. Nenhuma empresa me contatou, pq ? pq eles querem programadores com um absurdo de experiências em tecnologias super específicas e querem te pagar 4k em regime PJ. É ridículo. Sem contar que pra se quer conseguir uma entrevista tu precisa estar com o currículo bonitinho e inflado e cheio de coisa inútil.

Pois bem, frustrado com essa experiência reescrevi todo meu perfil no linkedin em inglês e comecei a me cadastrar em sites de emprego remoto. Resultado? em menos de 2 meses eu fiz 20 processos de seleção e fui contratado duas vezes. A primeira eu não gostei da empresa e me demiti, uma semana depois fui contrato em uma outra empresa maravilhosa que hoje me paga 4500 EUR por mês. Detalhe para todas essas entrevistas eu usei um único currículo que é o que o linkedin gera pra ti (https://cvonline.me/en/generate-cv-from-linkedin).

Enfim, não vim aqui pra falar muito de mim, meu intuito com esse post é dar informações e motivar quem ta na dúvida ou até quem nunca pensou em trabalhar para uma empresa estrangeira a, pelo menos, tentar.

Alguns pontos gerais:
Sites que eu usei para procurar emprego:
Outra dica que eu acho muito importante, use esse software na hora de escrever em inglês: https://app.grammarly.com/ A versão gratuita ajuda muito a escrever um texto sem erros e a versão paga é melhor ainda. Sério. Vale muito a pena.

Outra coisa você vc vai precisar pagar impostos pra não dar ruim, então use a https://transferwise.com pra receber seu dinheiro e para abrir uma empresa, ficar de boas com o fisco (que, aliás, Por que Michelle recebeu R$ 89 mil de Fabrício Queiroz?) e não se estressar muito com o processo recomendo a: https://www.contabilizei.com.b eles te ajudam a abrir a empresa (basicamente fazem tudo por ti) e te ajudam em dúvidas e em como pagar o menor imposto.

É isso, espero que esse post motive alguém a ir atrás de seus sonhos. Honestamente foda-se os empresários bunde moles brasileiro e digo isso como ex empresário bunda mole.
Abraços
submitted by ocoio to brasil [link] [comments]


2020.10.22 17:45 Antedeguemonnn Meu corpo é uma merda.

É pessoal algumas pessoas nascem feias e outras se tornam, eu sou o segundo caso kkkk, acho impressionante como o tempo me ferrou, tenho apenas 19 anos mas tenho certeza que meu corpo ainda vai se ferrar muito mais do que ele já é, segue a história. Até os 12 anos eu tinha aparência normal e até ouso dizer que era bonitinho, mais a puberdade veio para me fuder com força, nessa fase comecei a ter espinha pra cacete que duram até hoje e pra completar toda espinha que eu tinha deixava marca mesmo sem espremer, como resultado meu rosto está acabando vocês já devem imaginar como. E não acaba por aí, a maravilhosa puberdade também me trouxe ginecomastia, que de todos os meus problemas esses é o pior, no meu caso é apenas grau 1, só o mamilo é tufado, mas isso foi o suficiente pra estragar minha adolescência de vez. Graças a isso eu nem posso andar na famosa postura confiante que é com os ombros para trás e peito estufafo, acabei adquirindo uma postura ridícula com os ombros inclinados para frente. Além disso eu passei praticamente toda a minha vida escolar a partir do sexto ano usando moleton para esconder isso, até parei de ir nas aulas de educação física, e como moro em um lugar quente a situação fica ainda pior, a sorte era que as salas possuíam ar-condicionado, entretanto quando as aulas acabavam e eu tinha que esperar meus pais chegarem para me buscar todos tiraram os seus moletons e só eu ficava sofrendo com o calor por causa dessa desgraça, tudo com o intuito de esconder. Mas mesmo assim não dá para ir para todos os lugares de moleton, então quando eu saio para qualquer lugar e vou conversar tenho que ir com uma camisa normal, então quando vou conversar com alguém seja um conhecido ou um atendente as pessoas sempre dão aquela olhada pro meu peito que me destrói, vocês não tem noção, eu não posso nem usar as camisas que eu quero pois se não meus peitinhos ficam muito destacados, tenho sempre que ficar me policiando sobre qual camisa comprar. Eu até comecei a fazer academia para ver se melhorava de alguma forma mas foi inútil, só serviu para me deixar com inveja dos outros homens que não possuem esse problema, pelo menos fiquei grandão, mais enfim, só homens que tem ginecomastia sabem do que eu tô falando, isso destruiu minha autoestima, e nunca mais fiquei sem camisa desde os 12 anos, e consequentemente não vou mais para praia. Nem preciso dizer que sou BV não é? E é claro ainda tem mais problemas, eu também sofro com furúnculos de uma forma inexplicável eu já tive várias desde quando era criança e tenho até hoje, o verdadeiro problema delas são as marcas que elas deixam, como eu tive muitos furúnculos consequentemente tenho muitas marcas, principalmente nas pernas, mas ao contrário das espinha, pelo menos consigo esconder as marcas com roupa. E também para aumentar a minha feiura ainda mais eu tive uma espinha gigantesca na minha sobrancelha e quando eu finalmente me livro dela ela deixou um buraco na sombrancelha, kkkk é rir para não chorar. E para finalizar, o problema mais recente, que aconteceu durante a quarentena a minha pálpebra começou a cair, tipo a do defante, para quem conhece, kkk vai ser foda reencontrar os conhecidos, todo mundo vai se encontrar plenos e lindos, e eu vou aparecer com uma pálpebra mais caída que a outra kkkk. Já não basta eu ser introvertido, ainda sou todo lascado, vai ser foda fazer amizade na faculdade. Apesar de todos esses problemas eu não tenho mais depressão e nem penso em me matar, apesar de já ter perdido uma chance de emprego por causa da aparência, só queria desabafar mesmo, acredito que algum dia todo esses sofrimento vai ter algum sentido.
Desculpem pelo textão mais acho que se não contextualizasse não teria tanto peso, e obrigado a todos que leram.
submitted by Antedeguemonnn to desabafos [link] [comments]


2020.10.22 00:58 AdsonLeo [Encontro Miojo] A Alma do Negócio (5º Level, D&D 5e)

Mais um encontro rápido para vocês. Desta vez nos preparando para os episódios de terror e especiais de dia das bruxas! Como sempre, tudo está também no meu blog.
Olá pessoas. No encontro de hoje e nos próximos até o fim do mês faremos da vida dos nossos jogadores queridos e queridas um inferno! Para comemorar o Halloween, Dia das Bruxas, Dia do Saci ou o que seja, decidi trazer encontros que evoquem todo o horror e travessura desta data. Começaremos com uma boa e velha bruxa. Clássica e mortal, como deve ser.
Um pouco diferente do usual no Encontro Miojo, o foco fica bastante no pré-encontro. Como você o vai inserir é extremamente importante, por isso trouxe mais dicas dessa vez. O encontro em si é simples e direto, apenas use a criatura como ela é no stat block em todo seu potencial. A motivação que escolhi é pratica e funcional, mas pode abrir portas para próximas aventuras e ajuda aqueles DMs que querem algo para despertar campanhas e novas ideias.
Este encontro é balanceado para um grupo de 4 personagens no level 5. Nomes em negrito se referem a criaturas encontradas em material de D&D 5ª edição e serão seguidos por uma notação entre parênteses com o nome do livro e página em que se encontram.

Localidade e Ganchos

Em quase qualquer lugar é possível iniciar esse encontro, dado as habilidades que deixam a night hag extremamente versátil e móvel. Dada a publicação da aventura Descent Into Avernus, os Nove Infernos comporiam cenário ideal para o desenrolar dos eventos colocados. Barovia, durante Curse of Strahd por exemplo, também é soturno o suficiente para compor bem a atmosfera. Mas mais que o local em si, o maior desafio pode ser em como inserir este encontro.
Algumas situações e sugestões que eu tenho a dar são:
Um ponto específico que este encontro e os objetivos que dei para a vilã exigem é ao menos um personagem mal no grupo. É provável que seu grupo não possua alguém deste alinhamento. Ainda assim, uma night hag pode possuir outras agendas a cumprir que envolvam os personagens da sua mesa. Ou então ela tentou a sorte com alguém que parecia muito ser do lado dela do espectro.
Seja como for, utilize das sugestões dadas acima, as particularidades dos personagens de sua mesa e o que mais tiver em mãos, e com certeza este pode ser um encontro e uma vilã memorável.

Resumo

Integrantes do grupo são assolados por pesadelos terríveis. Graças a isso as noites são mal dormidas e não descansam o corpo. O cansaço, se ignorado, pode ser fatal.
Investigando a situação é descoberto que uma bruxa persegue o grupo. Utilizando de seus poderes seu objetivo é matar os aventureiros e capturar suas almas para se livrar de um contrato diabólico antigo.

Cuidado com as Letras Miúdas

A night hag (Monster Manual, 178) possui um objetivo muito claro - em anos passados ela fez um contrato diabólico com um poderoso lorde diabo de uma das camadas dos nove infernos e agora quer se livrar dele. Na ocasião do acordo ela descobriu um plano de sua irmãs para assassiná-la e substituí-la. Enfurecida, ela se voltou para este lorde diabólico em troca de ajuda para virar o feitiço contra as feiticeiras, se livrando delas. Tudo saiu como esperado. Mas, como não poderia deixar de ser, sua dívida agora era enorme e, em tempo, ela própria se tornaria pertence deste ser infernal.
Com zero planos de se tornar souvenir de alguém nos nove infernos, a bruxa quer pagar sua dívida. Tudo o que ela precisa são algumas almas. Algumas muitas almas. Os Nove Infernos trabalham com almas, principalmente as malignas e/ou corruptíveis. Agora ela anda pelos planos em busca destas para, enfim, se ver livre das amarras legais.
Em um ou mais dos aventureiros ela vê ótima oportunidade de conseguir avançar seu projeto.

Noites Longas, Dias Encurtados

Utilizando de sua habilidade Nightmare Haunting, a bruxa começa a enfraquecer o seu alvo. O objetivo final é reduzir os pontos de vida deste até que morra e, idealmente, sua alma seja capturada pela Soul Bag, descrita em Night Hag Itens.
O modus operandi dela é utilizar de suas habilidades Etheralness e Change Shape, em conjunto com a magia Plane Shift, para se manter ao máximo longe da vista ou disfarçada do grupo, prossegui-lo e, durante a noite, atuar.
Algumas noites serão necessárias para que finalmente conquiste uma alma. O alvo ficará cada vez mais fraco, com os dias contados. Obtendo sucesso - o alvo morreu e sua alma foi capturada - a bruxa vai assim que possível para os Nove Infernos entregar mais uma parcela do seu pagamento.
Caso o grupo consiga descobri-la de alguma forma e engaje em combate, ela se defende com tudo o que tem, principalmente abusando de seus magic missile à vontade. A bruxa não luta até a morte. Se vendo em posição delicada ela foge da melhor forma possível e tentará outra vez com eles ou outros.
Abordando com diálogo a bruxa, ela não parte para agressão imediatamente. Disposta a conversar e encontrar oportunidades de escapar, ela foge utilizando os meios disponíveis caso esteja do lado mais fraco da negociação. Se de alguma forma ela se ver incapacitada de o fazer, ou estiver vencendo o combate e os personagens estiverem tentando comprar sua misericórdia, ela tem interesse em barganhas que envolvam eles cederem uma das almas ou, quem sabe, o grupo passar a trabalhar para ela. Se eles encontrarem almas malignas que possas servir e as matarem, ela apenas precisa estar perto para absorver tal alma.

O Que Vem Depois?

Gostou da aventura? Tem alguma crítica, elogio ou sugestão? Deixe um comentário! Se tiver usado alguma ideia apresentada no texto comente aí como foi, adorarei ler como tudo se deu na sua mesa. Até a próxima.
submitted by AdsonLeo to rpg_brasil [link] [comments]


2020.10.21 19:59 pramaro Tesão, risco e identidade

Quarentena é foda, meus amados. E recentemente descobri que esse tesão acumulado feito na quinta camada do inferno não está necessariamente relacionado a encontrar fisicamente outras pessoas, mas sim no virtual.
Explico: me peguei, por exemplo, baixando apps de encontros sexuais - não porque eu queria participar de suruba (ok, talvez, mas não no meio da pandemia), mas sim porque eu queria conversar com desconhecidos única e exclusivamente sobre sexo, trocar umas fotos, sei lá, mas sem dar o 'outro passo'. O problema é o risco que isso implica (me expor para estranhos, quem confiar etc).
Digo mais, acho que nem tenho tanta vontade de conheceencontrar alguém com essa finalidade agora, parece que meu cérebro decidiu que o fetiche da vez será esse.
Muita loucura da minha cabeça ou alguém aqui já se sentiu assim também?
submitted by pramaro to sexualidade [link] [comments]


2020.10.21 06:41 theInjusticeamongus Era uma vez...uma internet sem velhada!

Eu ainda sou do tempo em que a internet era uma espécie de submundo. Um escape. Apenas os mais jovens a usavam, pouca gente a tinha instalada em casa, e ficar online, nem que fosse só por 1 horinha, dava uma pica do caralho. Era o ponto alto do dia de qualquer criança e adolescente, desfrutar da sua horinha diária de conexão. Sim, porque era caro. 1 horinha por dia ficava-te aí nuns 20 euros por mês. Não tenho bem certeza, pois não era eu que a pagava. A velhada mal sabia o que era a internet, portanto tava-se bem. Não tinhamos de ter cuidado com o que publicávamos, nem tinhamos de ler o que o gang do AVC pensava. Era uma época em que os reumatoides guardavam o lado mais sombrio dos seus pensamentos para eles mesmos. Não te podiam convidar para jogos do facebook, e tava-se bem.

Este post vai ser um pouco longo. Espero que não se aborreçam. Talvez sirva para dar a conhecer algo de novo aos mais jovens, e ajudar os mais old school a recordaros bons velhos tempos. Se possível, partilhem também experiências que tenham tido quando a internet ainda era um dinossauro.

Internet nas escolas

As escolas têm computadores com ligação à internet desde inícios e meados dos anos 90. Nos intervalos podias utilizá-los. Essa utilização consistia em fazeres uma pesquisa random num motor de busca. "Tartarugas ninja", por exemplo. Depois vias as fotos. Sem supervisão parental, pesquisavas porno. Mas basicamente era isso. Não havia mesmo muito para fazer.

Lentidão

Havia horas em que a internet não se mexia. Dependia muito da quantidade de pessoas online. Tinhas de ser estratégico. Se fosses às 9 da noite, por exemplo, podias ter de esperar 15, 20 minutos para carregar uma simples página web. Um download de 5 megas levava facilmente meia hora, e era se a net estivesse boa. 5 megas era mais ou menos uma música.

Antes do Google

Google não existiu até 98, e mesmo a sua popularidade só veio mais tarde. Portanto, aí até 2000 o que se usava era o Altavista. Yahoo também era muito popular, e em Portugal os preferidos eram o Sapo, Aeiou e Clix, para tudo, mesmo pesquisas.

Antes do Youtube

Sinceramente, eu só soube o que era streaming aí por volta de 2004. Ir a um site e ver videos online não era prática comum. Nem havia nada que fosse muito popular. Pelo menos que me lembre. O Metacafe era o mais conhecido. Era tipo Youtube, mas muito menos popular. Portanto, não havia nenhum site deste género que toda a gente usasse . Dailymotion também tornou-se popular durante um curto período de tempo. Mas ainda hoje o utilizo para encontrar videos que o Youtube remove constantemente. Aconselho a toda a gente.

Porno

Nos anos 90 era mesmo só ir a sites tipo o da Playboy e ver gajas nuas. Resumia-se a isso. Fotos de gajas. Não se usava cá sites com vídeos. Víamos umas mamas e estava a andar. Naquela época ver mamas era de loucos. Acho que hoje em dia para sentires a emoção de ver mamas na internet nos anos 90 terias de encontrar um OVNI com ET's lá dentro. A banalização matou muitas emoções.
Depois em inicios de 2000's o que havia era sites tipo pornhub, mas com clips super curtos. 30, 40 segundos. Se algo te captasse a atenção depois tentavas sacar os filmes inteiros.

eMule

Era o que se usava para sacar merdas. Basicamente, colocavas um filme a sacar hoje, com alguma sorte para a semana estava completo. Mas isto já é mais recente. Em Portugal usou-se muito entre 2004 e 2006. Nos anos 90 e inicios de 2000 não se costumava sacar cenas. Ocasionalmente alguém partilhava um video num chat ou fórum para um evento ou algo assim, mas pouco mais. Acredito que houvesse forma de se sacar, mas não era comum. Em vez de filmes no disco rigido, tinhas um porta cd's cheio de filmes e pornografia.

Chats Clix e Terravista

Entre finais de anos 90 e inicios de 2000's era o que estava a dar. Não tinhas de te registar, e havia sempre umas centenas de pessoas prontas a conversar. Podias ser uma pessoa diferente todos os dias. O conceito de "catfish" não existia, pois catfishing era a norma. Era bom para o engate e conversas porcas. Proporcionava-nos uma sensação de liberdade. Na altura era tudo muito menos controlado. Não tinhas problemas legais com o que dizias e fazias na net, e nem sequer eras banido. Dificilmente te baniriam do Terravista. Era agradável, mas todos os dias havia alguém que entrava só para dizer algo tipo: "SEUS FILHOS DA PUTA!!!!!!!!!!!!! VÃO PO CARALHO QUE VOS FODA". E como não era banido, ficavas a ver uma conversa amena sobre cursos universitários e lá pelo meio um troll que não parava de insultar toda a gente. Tipo:
User A: Então, e que curso queres tirar?
User B: Estou a pensar em psicologia
Troll: QUANDO EU TE VIOLAR TU É QUE VAIS PRECISAR DE PSICÓLOGO!!!!!!!
User A: Também gosto muito. A minha irmã tirou o mesmo curso. Para que universidade vais?
Troll: ELA VAI PRA UNIVERSIDADE DAS PUTAS AMESTRADAS!!!!
User B: Em princípio universidade do porto. E tu?
Troll: VAIS-TE PROSTITUIR À PORTA DA UNIVERSIDADE DO PORTO, SUA VACALHONA!!
User A: Eu vou para a universidade de Évora

E isto podia arrastar-se durante horas. Era o pão nosso de cada dia.

A primeira vez que falei com alguém online foi no chat de clix. Quando disse "Olá" e do outro lado recebi um "Olá", nem queria acreditar. Fiquei super entusiasmado e respondi "CHUPA-ME O CARALHO, SUA PUTA!". Não fiquem chocados. Eram outros tempos.

Internet Relay Chat

O IRC foi o peso pesado da internet tuga entre 97 e 2005. Era onde existia a maior concentração de Portugueses ao mesmo tempo. Cerca de 30 mil online durante a noite. Era uma rede de chats, com canais sobre praticamente todos os temas. De certa forma era muito semelhante ao reddit, uma vez que qualquer pessoa podia criar o seu próprio canal e tentar torná-lo popular. Depois escolhia os moderadores para o seu canal.
Uma cena interessante do IRC era que poder falar com pessoas online ainda era o primeiro atrativo. A cultura da devassa da vida privada ainda não existia, e o pessoal não andava desesperado por popularidade. A excitação estava em poderes comunicar com desconhecidos. Era uma cena nova, revolucionária. E como não tínhamos o dia todo para estar na internet tentava-se tirar o máximo partido.
Um termo que já foi muito popular, mas agora raramente se usa, é o "blind date". Basicamente, entravas, metias conversa com uma gaja, perguntavas de onde ela tecla e marcavas um encontro para amanhã. Quase sempre sem troca de fotografias. Isto hoje em não acontece.
Foi no IRC que conheci as minhas primeiras namoradas. Nessa altura ainda havia romance online, pois era novidade. Hoje em dia está demasiado banalizado. Já toda a gente experimentou tudo toneladas de vezes e as pessoas tendem a ficar-se mais pelos seus círculos sociais reais, em vez de se aventurarem com desconhecidos.
O IRC era vida. Era tipo guerra dos tronos. Lembro-me de ter feito chantagem com o dono de um canal para ele me passar a administração. Ele fundou o canal, mas eu é que o tornei popular. Ele esteve ausente uns meses, e quando voltou começou a querer impor as ideias dele, e eu fiquei a odiá-lo. Um dia recebi notificação que ele estava online, mas não no nosso canal. Fui ver em que canal ele estava e era o #gayengates. Fiz print e depois fiz chantagem. Tornei-me no lider absoluto do canal. Bons tempos.
No inicio da era da banda larga, como não havia muito para fazer, o comum era o pessoal usar a internet só mesmo para IRC. Basicamente, era só o que fazias. Sempre ligado. Mesmo quando desligavas, podias deixar uma shell do teu nick sempre on, registando todas as conversas. Se soubesses mirc scripting podias até criar bots. Utilizadores fantasmas que estavam sempre on e executavam comandos. Por exemplo, podias escrever, no geral, !tempo, e ele dizia-te o tempo. Ou então !ban zetoy, e ele bania o zé. Era fascinante estar num canal com centenas de pessoas a madrugada toda a trocar mensagens. Mais uma vez, tal e qual como o Reddit. A diferença é que era formato de chat, não de fórum.
Nesta época os chats clix e terravista também eram muito populares, mas o pessoal do IRC era uma beca snob para com o do clix e terravista, pois os do clix e terravista eram os incautos, que nem sabiam o que o IRC era. Eram os chats dos pobrezinhos. IRC era para quem já sabia um bocadinho mais de tecnologia, uma vez que exigia que conhecesses alguns comandos.
O servidor mais popular em Portugal é a PTnet. Já quase ninguém usa isto, sem ser gays. No estrangeiro, no entanto, ainda há servidores com milhões de utilizadores, mas é uma cena mais para programadores. Basicamente, cada servidor era o seu próprio universo de IRC. Tu podias ir a qualquer servidor, mas se quisesses estar no com mais Portugueses era o PTnet.

MSN

MSN era um mensageiro, tipo Skype. O que tinha sempre on era o IRC e o MSN. Geralmente falavas com o pessoal no IRC, e depois trocavam contactos. MSN era mais pessoal. Isto em inícios de 2000. A dada altura toda a gente que tinha internet tinha MSN. Era mais popular do que IRC. Era quase o equivalente a ter whatsapp.

NETMEETING

Era basicamente para bater pivias por webcam e ver mamas. Tipo Skype, mas servia apenas para video. Quando falavas com uma gaja no IRC e querias fazer "sexo virtual", pedias-lhe o netmeeting. Isto foi ainda antes do MSN. É uma merda dos anos 90 e inicios de 2000. Acho que já ninguém usa, a menos que sejam dementes.

TUGA NINJA

Tuga Ninja foi um dos eventos mais entusiasmantes da internet nacional. Era um jogo de porrada no site da CLIX. Tinhas uma sala de chat com muita gente on e desafiavas quem quisesses para um combate. Consoante ganhavas, ias subindo no ranking. Era isso que dava pica, tentar chegar ao topo. Era muito simplório: o adversário decidia como te ia atacar, e tu tinhas de adivinhar a decisão dele e escolher a defesa. O que tornava o jogo especial era a banda sonora dos ENA PA 2000(?) e o design dos personagens, que eram todos caricaturas de diversos espectros da sociedade tuga, como é o caso de taxistas e peixeiras.

HI5

Acho que toda a gente deve conhecer o hi5, e foi quando a internet começou a apodrecer e o IRC começou a morrer, aí por volta de 2005/2006. Tornou-se na rede "mainstream" em Portugal. Mas mainstream na altura não era o mesmo que mainstream agora. Mainstream agora significa que a tua avó usa. Mainstream na altura significava que toda a gente com internet tinha. A título de curiosidade: só aí a partir de 2006 é que internet começou a ser uma coisa que toda a gente tem em casa. Lembro-me de em 2003 só eu e mais duas pessoas na minha turma termos internet em casa. E nos anos 90 então era raríssimo. Geralmente os meus colegas filhos de pais finos é que tinham net. Eu tive aí em 95 pela primeira vez.
O hi5 era muita chunga, mas dava para arranjar umas quecas. Na altura era tudo mais fácil, talvez pela escassez e pela novidade. Conheci muita gaja por aqui, mas tirando isso não há nada de bom a dizer. Era lixo. Curiosamente, o HI5 começou a morrer quando a velhada começou a usar net e a inscrever-se. Depois os jovens migraram para o FB, por volta de 2009, enquanto o HI5 ficou para o reumático. Hoje o FB começa a ser cena de velho e o IG é o alvo de migração dos mais jovens. Daqui a mais 1 anito ou dois os velhos começam a popular o IG e os jovens fogem para outra rede.

Myspace

O Myspace marca a era de ouro das redes sociais. E foi uma era muito curta. Digo de ouro porque ainda não eram bem o cancro que são hoje em dia, e nenhuma rede social dominava TUDO, como acontece com o FB. Na verdade, as pessoas estavam espalhadas por diversas redes sociais, e cada rede tinha uma demografia específica. Também exibiam-se muito menos. Não era fotos nova todos os dias. Frequentemente era apenas uma foto de perfil.
Uma das particularidades do Myspace é que era muito voltado para música. Era a rede que os artistas utilizavam, e podias segui-los. Era uma rede mais "cool", digamos assim.
O Myspace ganhou popularidade em Portugal aí em 2006, e começou a morrer aí em 2009. Não era tão popular quanto o Hi5, mas a demografia era mais interessante. Basicamente, hi5 = tudo quanto é merda e Myspace = pessoal mais interessante, mais dado às artes e intelectualidade. Foi no Myspace que conheci as miúdas mais interessantes da minha vida. Não havia tantas, mas geralmente tinham mais conteúdo. Eram as gajas com quem podias falar de música e cinema.
Nesta época as redes sociais tinham um grau de popularidade perfeito: havia gente suficiente para teres com quem interagir, mas não ao ponto de até a tua avó e o periquito dela estarem presentes. Podias participar sem ter necessariamente de ter todas as pessoas da tua vida adicionadas. Era uma cena mais anónima.

Netjovens

O Netjovens é um bocado mais obscuro, mas durante um curto período gozou de um bom nível de popularidade em Portugal. Penso que o auge foi em 2007, depois foi vendido por 1 milhão de euros. Era uma rede tuga, criada por um só gajo num curto espaço de tempo, e até há uma reportagem sobre a venda:
https://www.youtube.com/watch?v=URJ1-buuScs
Como disse, antes de 2010 as pessoas estavam muito dispersas por diversas redes sociais. Não havia uma força dominante, e tu ias a diversos sites, para diversos tipos de demografia e conversa. O Netjovens era estilo HI5, mas um bocado mais interessante e menos popular. Não tão bom quanto Myspace, mas era mais uma plataforma de caça. Sim, as redes sociais até 2010 serviam para o engate. Era basicamente isso. Agora servem para a auto-promoção.
Confesso que não sei bem o propósito da venda do Netjovens. Que saiba o site morreu. Portanto quem pagou 1 milhão pelo mesmo não sei bem o que dele retirou.

Netlog

Da mesma era do do Netjovens, mas mais chunga. Mais uma vez, era para o engate. Tinha bue jogos, por isso até dava para um gajo se divertir. A qualidade demográfica era semelhante à do hi5, mas menos popular. Destacava-se por ter bue funcionalidades de entretenimento que o hi5 não tinha.

E pronto, depois disto é basicamente o que se vê hoje em dia: FB, Twitter, IG, TikTok. Aquilo que vocês já todos conhecem. A nível profissional tens mais oportunidades, mas no que toca a socialização as novas redes são piores a todos os níveis. Servem para engrandecimento do ego e pouco mais. Perdeu-se a componente da descoberta e interacção social.

submitted by theInjusticeamongus to portugal [link] [comments]


2020.10.21 02:03 ackwight Alguns recados importantes

Olá, gostaria de deixar uns recadinhos para as pessoas brancas e negras.
Irei começar me direcionando às brancas:
Racismo não é nosso tema favorito. Isso mesmo, temos muitos interesses distintos e não conversamos ou apontamos casos de racismo porque gostamos, queremos ganhar likes, seguidores ou nada do tipo. Quando decidimos falar no assunto é porque de fato está envolvendo nossa sobrevivência e/ou nosso direito de ir e vir. Queremos muito que o racismo acabe, mas enquanto isso tira a vida dos nossos e das nossas estaremos falando até termos acesso aos Direitos que a própria branquitude determinou como o mínimo necessário para os seres humanos viverem bem (DUDH);
Não espere ter um preto ou preta na rodinha pra falar de racismo. Sim, as pessoas brancas também precisam conversar sobre o racismo mesmo quando nenhuma pessoa preta tiver no ambiente. Também precisa corrigir as falas dos coleguinhas. Também precisa corrigir discursos que validam o nosso genocídio. Não espere ser corrigido por alguma preta, isso é o maior saco. Vocês se articularam muito bem pra criar essa merda, comecem a se movimentar pra desfazer também;
Não somos Wikipédia. Nós nascemos sofrendo os efeitos do racismo, mas não sabendo como ele se articula. As pessoas negras levam tempos diferentes para terem consciência racial dependendo do acesso à informação e conhecimento que possuem. Você, pessoa branca, provavelmente, teve acesso à internet, computadores, smartphones e etc, muito antes de outras pretas. Então certamente sabe usar o Google e Youtube para encontrar o que quiser. Use isso para nos poupar;
Nem todas as pessoas pretas gostam de falar de racismo e está tudo bem. Isso reitera o que já disse nos pontos anteriores, mas vale ressaltar que dependendo do meio ou como a pessoa foi criada, ela simplesmente não vai gostar de falar de racismo. Não cobre isso dela. Nos últimos séculos tivemos que criar as formas mais diversificadas de sobrevivência dentro de um sistema dominado pela branquitude e isso é só mais uma estratégia. Lembrem-se que vocês nos colocaram num jogo de perde-perde. Se nós não falamos de racismo, perdemos; se falamos, perdemos também.
Fim do post para as pessoas brancas.
Para as pretas e pretos aqui:
Dê prioridade a si e ao seu povo e menos atenção a gente branca. Vejo muitas pessoas pretas gastando excessivo tempo pra ficar criticando branco, cobrando alguma coisa dos “antirracistas”, mas isso é perigoso porque podemos perder o foco do que realmente interessa. Cuide de si, invista no seu conhecimento e no seu futuro e trabalhe sem se esquecer do seu povo. Se hoje estamos aqui, é porque nossos ancestrais pensaram em nós. E nós somos os ancestrais da próxima geração;
Cuidado com as alas progressistas. O movimento negro escolheu a esquerda como caminho para resolver alguns dos problemas que vem nos afligindo. Não discordo disso nem vou desfazer de candidato nenhum. Talvez essa tenha sido a melhor opção com os recursos que temos à nossa disposição no momento. Porém, não deixe de manter os olhos abertos, precisamos constantemente pensar em novas alternativas, já que a situação pode mudar de uma hora pra outra;
Não se contente em apenas ocupar espaços, mas pense em criar nossos próprios espaços. Ocupar espaços criados pela branquitude como universidades, cargos públicos e políticos, grandes empresas, é importante sim, mas não esqueça de pensar em como criar nossos próprios espaços ou apoiar o irmão ou irmã que está trabalhando para criar;
Aproveite as oportunidades enquanto ainda tem. Sou um pouco cético quanto ao futuro desse país, por isso, aproveite as oportunidades que as empresas estão fornecendo agora: vagas para trainee, cursos de inglês, intercâmbio, cursos na área de tecnologia e por aí vai. Aproveite o máximo que você puder e tiver interesse. Vai que eles enjoam da gente.
submitted by ackwight to desabafos [link] [comments]


2020.10.16 16:30 petrovik_raskolnikov Quero que alguém que eu goste também goste de mim

Estou cansado de dar match em aplicativos de pegação, começar a conversar com a pessoa e duas coisas acontecerem: ou a pessoa claramente não está interessada em você (por que deu like então?), ou a pessoa para de responder do nada e te deixa no vácuo.
Isso é um saco. Preferia ter uma conclusão para esse tipo de coisa, sabe? Me fala que eu sou feio, chato e bundão, ao invés de me deixar conjecturando ainda meses depois o que foi que aconteceu para não ter dado certo.
Eu acabo me apegando muito fácil e, cada vez que isso acontece, eu realmente fico magoado. É muito ruim se sentir solitário e tudo o que eu queria era encontrar um carinha gente boa para namorar.
Eu mesmo já dei ghost no passado, mas depois fui perceber o quanto isso é imaturo e babaquice. Eu entendo timidez e falta de jeito para falar que não está interessado para a outra pessoa, mas acho que temos que tentar ser responsáveis pelos sentimentos dos outros, porque isso, com o tempo, vai fudendo real a autoestima de alguém.
submitted by petrovik_raskolnikov to desabafos [link] [comments]


2020.10.16 15:46 eshiihihi Eu apenas sirvo para alívio cômico.

Esse ano eu encontrei muitas pessoas interessantes, fiz muitos amigos e também tive alguns rolos. Entrando mais no assunto desses "rolos", no início do ano eu conheci um garoto (vamos chamá-lo de "A"), ele era muito legal, gostava de quase tudo que eu gostava e conversávamos todo dia, até que ele começou a flertar comigo e eu me apaixonei. Em junho, ele se afastou de mim, mas eu ainda tentei conversar com ele e em Julho acabei me confessando, ele disse que não sentia nada por mim. Depois rolou várias tretas que eu tive com ele, e em uma dessas ele disse que só era "romântico" comigo porque outras garotas fizeram o mesmo com ele. E desde então, eu não falo com ele desde o início de Agosto porque eu escolhi (eu tinha crises de ansiedade só por lembrar dele). Nesse meio tempo que eu falava com esse garoto, eu conheci uma garota (vamos chamar de "M") muito legal, e lá por junho, que foi quando eu 'tava afastado do "A". Nós começamos a flertar e paramos em Agosto, até que em Setembro, eu e a "M" voltamos a conversar e flertar. Ela dizia coisas como que estava apaixonada, etc, e ela dizia coisas do tipo até ontem. Nós estávamos planejando nos encontrar e até nos beijar e fazer várias coisas juntos. Até que hoje, às 1 da manhã, ela me mandou uma mensagem dizendo que 'tava conversando com outra garota muito legal e que ela estava correspondendo seus sentimentos, também disse que iria parar de falar coisas românticas comigo por conta disso. Eu acabei de ler essa mensagem dela e eu tô quebrado. A gente tinha planejado várias coisas e ela até dizia que estava apaixonada. O mesmo pro "A", nós tínhamos planejados várias coisas e no final foi tudo por água abaixo. Por conta dessas duas coisas, eu sinto que sou apenas alívio cômico, alguém que só está lá para trazer uma felicidade momentânea e depois ser trocado, ser manipulado basicamente. Eu já 'tava super mal porque eu me afastei do "A", eu me senti usado e estou me sentindo assim de novo. É muito ruim você viver algo incrível por meses ou até anos com alguém e no final essa pessoa só largar tudo sem nem explicar o porquê. Eu sinto que só sou alguém pra saciar o fogo no cu que esses adolescentes têm até eles encontrarem alguém muito melhor, sem pensar duas vezes. Mas eu também sinto que isso seja o karma. Em 2018 eu fui muito cuzão com minhas ex-namoradas, terminei com elas sem motivo, apenas coisas bobas e cheguei a xingar elas sem motivo nenhum, por causa disso eu sinto que mereci toda essa merda que passei, meus amigos dizem que não, mas eu acho que sim. Enfim, agora eu tô muito mal e isso não vai passar tão rápido.
Edit.: Pra não ter que criar dois posts, eu vou desabafar mais aqui mesmo. Eu me sinto vazio, eu não sinto nenhum sentimento praticamente. Não sinto paixão, não sinto felicidade e nem tristeza, parece que só tem um lugar escuro dentro de mim, um buraco que ao invés de ser o meu coração, se tornou um lugar oco. Eu postei aqui também que me assumi trans pra minha mãe e a reação dela foi muito boa, mas eu não estou tão feliz, eu tô bem, mas eu tô neutro, mesmo que dizer que sou trans fosse algo que me libertasse totalmente, eu ainda me sinto vazio ou com algo que devo soltar pra fora e não consigo porque não sei o que é a coisa que devo soltar pra fora. A cada dia mais eu me sinto pior por existir. Eu tenho decepcionado meus amigos, tenho os deixado sozinhos mesmo eu não querendo. Muitas vezes eu acho que estou sendo presente e divertido, mas na verdade eu estou sendo irritante e nem um pouco presente. Sinto que eu estou desmanchando com o tempo, que eu não sirvo pra nada, só apareço ali e ninguém percebe. Eu acho que tô morrendo aos poucos, o mais engraçado é que um amigo meu me disse a mesma coisa. Sei lá, eu acho que tô pensando demais nisso e no final é algo muito simples. Eu penso demais e isso é uma merda, eu não sei controlar meus pensamentos ou me acostumar com isso. Minha mente é tão desengonçada com tudo, eu começo a imaginar situações que todos me deixam e isso me deixa paranóico. Eu escondo dos meus amigos que penso nessas coisas porque não quero preocupá-los (se vão se preocupar, né). Eu só sinto que quanto mais eu me disponho a ficar com alguém, mais parece que essa pessoa me abandona, é assim desde 2017.
submitted by eshiihihi to desabafos [link] [comments]


2020.10.16 06:45 Jaguatiririca Não sei como desabafar... Algum conselho?

Primeiramente, um(a) ótimo(a) dia/ tarde/ noite a todos(as).
Gostaria de acrescentar um contexto inicial: sempre fui uma pessoa bastante introvertida e, por mais que esteja acostumado a curtir meu tempo sozinho, minha falta de contato com outras pessoas acabou gerando em mim a inabilidade de entender meus sentimentos negativos (no caso, só consigo entender que me sinto mal, mas não sei bem o por quê). Já estou acostumado a lidar sozinho com meus sentimentos, e isso funcionou razoavelmente bem por bastante tempo, mas nos últimos meses percebo que sinto a necessidade de conversar sobre isso com alguém além do espelho rsrsrs.
Por conta dessa dificuldade, acabo não sabendo desabafar, por mais que tenha com quem fazê-lo. Várias coisas me fazem sentir dessa forma, como o constante sentimento de que, por não sair de casa com frequência com o intuito de encontrar outras pessoas/ não ter muito interesse nisso, "estou vivendo de uma forma errada" ou "não estou aproveitando minha vida", além do seguinte paradoxo: me sinto mal por não desabafar em um geral, e já que estou guardando esse mesmo sentimento ruim para mim, me sinto mais mal ainda.
Se possível, alguém teria algum conselho sobre isso ou passou ou passa pela mesma situação e gostaria de compartilhar? Agradeço muito a todos(as) que leram até aqui 😊.
submitted by Jaguatiririca to desabafos [link] [comments]


2020.10.12 06:00 vini_paviotti Não sei mais oque é real

Antes de tudo, eu queria poder conversar com alguém, alguém que não me julgasse, e não me conhecesse também. Bem, faz algum tempo que fui diagnosticado com ansiedade, desde criança eu tinha alguns sintomas, mas agora nos meus 18 anos isso se agravou, creio que evoluiu para um quadro de depressão, ainda não sei bem, pois ainda vou no médico, e tudo piora com as minhas experiências de vida, que vou conta algumas aqui. Já faz um tempo, eu tinha namorado uma garota, ela tinha vários problemas também, e um deles era anorexia, eu tentei de tudo para ajudar, e ela obteve uma melhora, mas depois de tantas brigas, e discussões, a gente optou por terminar, isso me desgastou demais, enfim, cada um foi pro seu canto. A pouco tempo, conheci outra garota por um amigo meu, que havia ficado com ela, quando a gente começou a se falar eles já não se falavam mais, e bem, posso dizer pra vocês, no início, quando estávamos ficando eu não queria nada sério, porém, ela sim queria, e no fim eu acabei namorando com ela, acabei gostando muito dela, pode se dizer, que eu comecei a amar de verdade, mas eu, mais uma vez, fiz merda, e terminamos pelo mesmo motivo, pois sou uma pessoa triste, e paranóica demais, eu acho que sempre estão contra mim, ou que estão me traindo, mesmo que eu não tenha motivo nenhum para acreditar nisso, enfim, ela terminou comigo perto do meu aniversário, no início não doeu tanto, mas depois, acabei ficando muito mal, por conta de mentiras que falaram pra mim sobre ela, acabei ficando muito mal, até que resolvi esclarecer tudo um dia, que era justamente o dia do meu aniversário, e de longe foi o meu pior dia, ela me ligou e meus amigos estavam todos preocupados, pois nesse dia, eu tentei me matar, engoli muitos remédios, por sorte ou azar, eles não eram tão nocivos assim, só senti muito sono, quando eu voltei do hospital, todos, inclusive ela, tinham me mandado várias mensagens, nesse dia eu não parava de chorar. Desde então, eu e ela nos falamos as vezes, e hoje em especial, eu tava muito mal, e resolvi mandar uma mensagem pra ela, ela disse que queria conversar comigo também, disse que se eu sentisse no meu coração, eu e ela podíamos se falar pessoalmente, ela disse que não sabia quando, mas teria que ser em uma sexta, a mãe dela antes não queria que a gente se falasse quando terminamos, mas agora, ela disse que eu e ela poderíamos conversar pessoalmente, eu falei coisas muito rudes pra essa garota, mas cara, eu sinto de verdade que eu gosto dela, só não sei se ela gosta de mim ainda, ela disse que quer falar comigo pessoalmente, só não sabe quando, pois segundo ela, temos que esperar a poeira abaixar, ela fala que gosta de mim aínda, e que nos podíamos até retomar o relacionamento, mas eu não sei, pois todas as pessoas a minha volta eu não consigo confiar, cada um conta a sua versão, sobre mim, sobre ela, enfim, esqueci de mencionar, mas eu tenho vários vícios, drogas, pornografia, e por aí vai, e isso tá acabando comigo, eu não sei mais oque é real, e oque não é, estou confuso, eu essa garota iremos fazer uma chamada terça, eu disse para ela me chamar, vou esperar dela isso, mesmo se por ventura ela ligar pra mim, eu não sei se eu devo encontrar com ela novamente, ela disse que iria me ouvir, e se eu me tratasse, e buscasse ajuda, eu e ela podíamos reatar, eu não quero me alimentar com falsas esperanças, mas eu ainda amo muito ela, e não sei se devemos ter essa conversa mesmo, minha cabeça tá uma confusão, eu não sei mais em quem acreditar, não vejo mais motivos para estar aqui, eu de verdade, tô muito mal. Desculpa pelos erros de português, e perdão se ficou meio confuso, afinal, a minha mente tá uma confusão...
submitted by vini_paviotti to desabafos [link] [comments]


2020.10.12 03:11 zsagattigerz Minha esposa pediu um tempo.

Estou passando por uma situação muito difícil, a minha esposa me deixou a 5 dias atrás pedindo um tempo em nosso casamento, tirou todas as coisas dela do apto e foi pra casa da minha sogra, minha esposa continuo conversando comigo pelo WhatsApp falou que era um tempo até eu me tratar do meu problema com álcool e cigarro e até indicou um psiquiatra ai entã eu mostrei fraqueza fique pedindo pra ela volta e etc... Então ela falou muitas coisas ruins dizendo que não volta mais e que tudo acabou e pra mim seguir a minha vida porque eu só atrapalhei a vida dela. Então falei adeus pra ela e Continuei postando coisas no whatsapp e ela vê todos, comecei a conversar com a minha sogra que me disse pra eu deixar ela que ela volta e fala coisas ruins pra mim pq está brava. Eu amo muito a minha esposa e não queria perder ela. Eu sei que errei pq estava fumando cigarro escondido dela e tenho problema com álcool. Estou desesperado fui na paróquia aqui perto de casa e rezei pra deus me ajuda e eu não tenho nem um amigo pra conversa, estou sozinho no meu apto. Eu ainda sinto no fundo que meu casamento ainda não acabou é uma sensação que não consigo explicar. Mas, parece que ainda vamos volta. O que eu na entendo nas mulheres é o porque ela está fazendo isso comigo dizendo que tudo acabou pra eu esquecer ela e seguir a vida. Mas continua vendo meus status no whatsapp não me bloqueou e pediu pra eu me tratar do meu problema com álcool. poxa eu fico na dúvida se acabou mesmo ou ela só está brava e vamos volta. Estou chorando muito e com o psicológico abalado as mulheres são muito complicadas tem momentos que dá esperança e em outros não.. alguém já passou por uma situação assim ?
12/10/2020 Deixei de fumar e estou tomando remédios para ansiedade, fui até a paróquia do bairro e rezei por mim e minha esposa.
13/10/2020 Ontem minha esposa havia me bloqueado no WhatsApp e hoje pela manhã me desbloqueou. Minha pediu pra eu mandar mensagem para a minha esposa mas eu estou com medo da reação dela.
14/10/2020 Após dias discutindo no whatsapp ela me bloqueou varias vezes e desbloqueou hoje trocamos Bom dia ! E ótimo trabalho, não vou fala mais nada quando chegar de noite eu vou mandar um Boa Noite!
16/10/2020 2 dias sem conversar com a minha esposa, estou conversando muito com a minha sogra e ela me falou que a minha esposa está reclamando muito, que eu destruí a vida dela que ela não sabe oque fazer daqui pra frente.. ela é de São Miguel zona leste , e quando a gente se casou ela veio comigo para o Butantã. Hoje estou sentindo 0 de chances dela volta pra mim e ainda estou me sentindo mal por isso, continuo sem beber ou fumar..
17/10/2020 Fui na paróquia e pedi a deus que me absolva meus erros com a minha esposa e ilumine a minha cabeça para o melhor caminho. Fiz uma reflexão sobre a minha esposa e ela não foi uma boa pessoa comigo, já houve agressões físicas e verbais pela parte dela, todo meu salário era controlado por ela, sexo era umas 2 ou 1 vezes ao mês, ela tinha muitas alterações de humor e já chegou a me expulsa do apto por algumas vezes por motivos muito infantis. Havia muita hostilidade por parte dela contra mim, mas tbm tinha momentos em que ela esta bem. Eu sentia pena dela pq eu acreditava que ela estava com algum problema mental e eu não sabia como ajudar. Na última briga ela me colocou pra fora do apto de madrugada e não deixava entrar tive que pegar um uber e ir para casa da minha mãe e acabei comprando umas brejas e bebi muito lá pois eu estava triste., Então no outro dia voltei e pedi para abrir a porta pois eu precisava pegar algumas roupas assim que ela a abriu eu entrei e disse que não iria sair, ela chamou a polícia que informou para ela que não poderia me tirar do apartamento porque está alugado em meu nome, então ela saiu e foi para casa da mãe, no outro dia voltou com um caminhão de mudança e levou tudo TUDO só deixou o sofá e o microondas pra mim. Cara foi uma puta de uma sacanagem isso. Ela sinceramente acho que ela não eu uma pessoa boa para estar ao meu lado e estou iniciando um processo dentro de mim de mejo por ela e perdendo o amor. Hoje ela postou algumas mensagens no WhatsApp como indireta para mim. A mãe dela me disse que ela tá estranha. Claro deve tá batendo o arrependimento e a falta por mim. Mas a bixa e tão orgulhosa que não vai mandar e nem eu l. Na boa to tranquilo, já tô gostando da ideia de volta pra casa da minha mãe junta uma grana e compra um carrão pra mim. A minha dor já passou por ela e coloquei uma data limite de até o final de outubro passou disso tchau não voi fica esperando ela.
18/10/2020 Em uma breve conversar com a minha sogra ela me disse que não esta vendo a filha dela bem com essa separação e está preocupada com ela. Agora eu estou super puto da vida porque acho que ela esta resistindo a volta pra mim mesmo sofrendo. Que foda, minha vida está de cabeça para baixo , por mais que eu tente esquecer ela vendo vídeo motivacionais, religiosos ..etc isso não passa nem o tempo está ajudando. O termino foi no dia 02/10/2020 .. continuo seguindo o conselho minha sogra de não fala com ela...eu errei muito com ela. Se ela me dar mais uma chance cara eu sou muito sortudo mas não acredito que isso vai acontecer. Eu não me vejo com outra pessoa só de pensa sinto nojo eu gostava dela, eu nunca senti dor tão forte como essa tá piorando a cada dia estou ha 3 dias seguidos sem dormir vou acabar morrendo ou ficando louco morador de rua. Eu sinto que ela esta pensando em mim a gente tinha uma conexão qual que de alma gêmea . Porque ela está fazendo isso comigo? Ela tá me deixando assim pra eu sofrer e nunca mais beber ou fumar se for isso ok já aprendi a lição. Estou ficando de saco cheio já dessa putaria vou meter o louco e começar a xingar ela e a mãe dela. Porra, a mãe dela fica me dando esperança dizendo que ela volta e bla bla bla que ela gosta de mim que ela quer que eu mude que eu melhore que eu acorde para o relacionamento que não se torne pior do que já estava. mano, mas minha esposa fala que ACABOU ai me bloqueia ai desbloqueia fica vendo meus status ai me manda mensagem me xinga ai bloqueia ai desbloqueia ai fica vendo meus status denovo. Tô ficando maluco já. Ai que porra. Ela médica veterinária e e está trabalhando em plantões de 12hs ela deve tá muito puta comigo, aqui no Butantã temos praças aonde ela costumava passear com os cachorros todos os dias agora na zona leste ela não pode fazer isso então e casa e trabalho nossa ela deve tá sofrendo... Cada dia que passa eu vou sentindo mais falta e nesse momento acredito que as chances dela volta comigo são mínimas, eu tenho dificuldade de conquista outras mulheres e não vou superar nunca a perda do meu amor. Caraio a vida é foda com a gente. 2- Que situação tudo isso aconteceu por culpa minha. Estou sofrendo pra caraio e ela mais ainda pq teve que larga o trabalho .. me sinto no fundo do poço , talvez eu nunca volte a vê-la novamente. 3- Minha sogra mudou o tom das conversas acho que azedou de vez não volta mesmo. O apartamento está financiado no nome da mãe dela e tem que paga multa na boa eu quero que se foda porque a minha esposa levou as coisas então elas que se virem pra paga o aluguel e a multa.
19/10/2020 Hoje a minha sogra me pediu para fala com a minha esposa minha sogra quer muito que eu fique com a filha dela ela gosta muito de mim e eu dela.(coisa rara de acontecer) Bom, por enquanto a minha esposa ou ex. Sei lá. tá me respondendo na boa sem agressividade, vamos ver o que vai rolar. / A conversa com a ex. azedou e ela me falou que a única coisa que tem pra resolver comigo é a separação em juiz. Minha sogra disse pra mim que ela tá falando isso agora e tem certeza que a gente vai volta. / Mano, azedou de uma tal forma que me tenho mais esperança de nada. Acabou mesmo
20/10/2020 Minha ex. Bloqueou whatsapp telefone em todas as redes sociais tivemos as conversas por telefone e quando dizia que gostava dela e que mudei e me arrependo do erro ela até dava um bom sinal que tbm gosta, me contou que está passando uma grande dificuldade no trabalho e está difícil fica na casa da mãe dela. Eles tiveram uma briga ontem. Ela por ter saido do apartamento acha que eu tenho que pagar a multa de recisão sozinho. Tá sendo um inferno. Ela tomou a decisão errada e está claramente arrependida com isso. Não quer ficar na casa da mãe dela. Eu peço a Deus que em guarde e me proteja eu não entendo como a pessoa que me dizia me amar e 15 dias atrás agora me odeia e não quer me ver. Eu amo tanto essa pessoa e não consigo superar e acredita que estou passando por esse tipo de situação, agora não tenho nem um tipo de contato com ela. Meu deus do céu me arrependo por ter bebido e fumado essa foi a causa do termino do meu casamento.(ainda tenho um sentimento de alívio ou que algo ainda vai muda) / Rolou mais um quebra pau entre minha sogra e minha ex. Esposa agora a minha ex saiu da casa da mãe mandou várias mensagens pra mim e a merda fedeu de um jeito que não teu volta não. Minha ex agora não quer fala comigo e nem com a minha sogra .. caraio que barraco feio da porra que eu me envolvi com essa mulher ela é muito louco e agressiva até com a mãe dela. Gente do céu pedi o interesse nela total só me sobrou dó agora porque ela saiu da casa da mãe e não sei pra onde foi ... Eu acho que ela esta surtada da cabeça não se acalma de jeito nem um. Meu deus do céu. O pior que ela mexe com uns negócios de macumba e parece que essa porra tá afetando a vida dela.. tínhamos uma vida tão boa e ela chutou o pau da barraca assim do nada caraio, nunca pensei em passa por uma situação assim na minha vida. Há 15 dias atrás uma pessoa que se deitava comigo dizia que me amava, fazia amor comigo agora me odeia.. caramba estou transtornado com essa situação. Coisa horrível.
20/10/2020 Minha ex. Está descontrolada a mãe dela expulsou ela de casa disse que ela está insuportável, aparentemente ela surtou, agora está mandando mensagem para mim e para a minha sogra com tons agressivos. Estamos preocupados com ela pois ela já agia assim com agressividade com a gente mas parece que piorou .. agora a situação virou caso de preocupação com ela pois não sabemos qual será a atitude dela. Ela continua me mandando mensagem mas nem respondo.. ela não está com a cabeça boa não.
Uma coisa não se encaixa nessa história! 13h ela foi explusa de casa 17h ela me disse que alugou um apartamento 19h Postou foto no whatsapp já no novo apartamento com os móveis nele eu vi na foto mesa, e outras coisas que eram do nosso apartamento. Detalhe, a mãe dela estava no trabalho como iria expulsa ela de casa ?
Eu estou sendo manipulado 🥺 É tudo uma farsa.. meu deus quem são essas pessoas que estão conversando comigo? Não to entendendo mais porra nem uma.
22/10/2020 Estou começando a me sentir mais aliviado e com pensamentos positivos, porém as vezes ainda sinto uma dor pela falta dela, talvez eu nunca consiga esquecer a fernanda. Vou levar essa dor dentro de mim pelo resto da minha vida. Só um milagre pode salvar meu casamento nesse momento. Me bloqueou novamente no whatsapp mais uma facada no coração. (Não bloqueou só retirou a foto dela) fazendo joguinhos novamente, estou perdendo minha sanidade mental com essas atitudes.
A mãe dela tá sendo muito boa comigo. Porém a filha dela não está cooperando não quero mas estou desconfiado que a mãe dela só está sendo boa comigo porque o contrato do apartamento está no nome dela e tem a multa e o aluguel desse mês pra pagar. Caraiooooooooo minha mente está a mil.
23/10/2020 Trocando indireta via status do WhatsApp. Coloquei uma foto linda minha a bicha deve tá puta. ela colocou uma dela tbm. mas na boa eu sou bem mais bonito.. hahahaha Postei uma foto que apareceu minha mão sem aliança mas a foto estava invertida ela viu e me mandou mensagem reclamando que eu tirei a aliança.. hahaha.. aff ela separou de mim e tá cobrando que eu use aliança? Na verdade eu continuo usando sim.. mas sei que ela não.
24/10/2020 Sem ela percebi que não sei fazer nada, o apto está uma zona, cheiro de comida estragada o sofá com cheiro de chulé, estou comendo comida de microondas não sei nem o que pedir no ifood. Eu era totalmente dependente dela nas decisões nem o lixo eu tirei. Nossa, estou perdido. Eu fico esperando uma mensagem dela a todo momento, só queria que tudo voltasse ao normal. Essa experiência está sendo torturante. Comentou em mais um poste meu. (Mandei um oi e me ignorou) ela tá ficando muito online no whatsapp acho que ela tá ficando com outra cara. Meu coração tá doendo muito.
25/10/2020 Peguei ela online no WhatsApp as 1:40 da madrugada ela nunca ficou acordada até esse horário. Ela saiu pro rolê ou tá ficando com outro cara. Eu vivia com um mostro dentro de casa, ela nem se divórcio de mim ainda e já tá saindo muito safada... Lamentável.
Era o fim e eu que não quis aceitar as 4:30 da madrugada ela me mandou mensagem falando várias coisas e mandou um vídeo em estava em bar de pagode, disse que quer me ver nem respirar o mesmo ar que eu e outras coisas mais... Pessoal infelizmente não tenho chances de reconciliação com a minha esposa ela está com muita ódio de mim e vou ter que carregar esse meu erro pelo rest da minha vida.. a dor nunca vai curar... Pedi tanto a deus que me ajudasse orei tanto e a mãe dela também mas não deu certo. Eu levei a minha vida para o fundo do poço, nunca vou encontrar uma mulher igual aquela Deus me castigou ele não gosta de mim pedi a ajuda dele e ele não me ajudou nada mudou só ficou pior a cada dia e hoje ela está totalmente me odiando ... Deus o senhor não foi justo comigo eu pedi perdão ao senhor rezei pelos meu pecados sempre fui uma pessoa boa pra todo mundo porque o senhor fez isso comigo ? Me tirou a pessoa que eu mais amava no mundo de mim. Porque? Isso doi muito esse mundo não é bom.. só tem maldades e coisas ruins minhas esposas éramos tão felizes foi só um erros dava pra concertar. Mas minhas orações o senhor falou comigo "filho fique calmo ela vai volta pra você" porque o senhor me disse isso e não aconteceu isso deus ? Eu estava esperando o tempo dela. E não valeu por nada nada.. ela sente muito ódio por mim.
Nossa, o jogo deu um reviravolta. Depois da mensagem que ela me mandou na madrugada eu enviei um textão pra ela. Disse que até queria muito que ela fosse minha esposa mas depois dessa atitude eu prefiro seguir a minha vida sem você, que o divórcio o mais rápido possível e agradeço pela sua passagem em minha vida me ajudou abrir meus olhas pra vida para de beber e fumar estou um homem melhor para a minha verdadeira parceira e esposa. Pra que ela ficou louca, coloquei ela no lugar dela e dei pra ela bem entender que eu não queria mais ele. E continuava dizendo do divórcio. Ai ela disse eu não vou fazer nada de divórcio não para com isso e bla bla bla.. dominei ela agora tá conversando comigo igual uma santa e me ligou ficamos 30 minutos conversando.
Então ela ainda me amava mas estava com raiva por algumas atitudes minhas e então saiu.. o problema é que ela estava fazer uma tortura emocional em mim o que acho uma puta de uma sacanagem eu posso ter aprendido algumas coisa mas poxa, na boa não precisava pegar tão pesado assim..
Gostaria de pedir desculpas a Deus ele falou pra mim e se realizou aparentemente vai dar tudo certo. Nós vamos combina de se encontrar, ela já me pediu pra comprar comida para o gato e um brinquedo para ele.. eu disse que sim vou comprar.
26/10/2020 Hoje consegue dormi e acordei bem melhor, fiz meus exercícios e estou na empresa, mandei mensagem pra ela falando bom dia e uma ótima semana. Não vou estender mais a conversa. Durante a semana vou com calma acredito que agora ambos os lados estão mais calmos.
29/10/2020 A conversa evoluiu bastante nos últimos dias e já estamos combinando de se encontra. Em um áudio ela sugeriu que eu ficasse de sexta a segunda feriado no apto dela e que tbm levasse ela pra sair tbm pediu presente ela é bem patricinha e delicada mas ríspida as vezes. Bom, gostaria que o encontro fosse no sábado porque daria tempo pra eu me arrumar estou com a barba e cabelo grande tbm daria tempo de compra um presente pra ela.
submitted by zsagattigerz to desabafos [link] [comments]


2020.10.06 12:20 internalerrorfixed Me relataram ser vítima de um estupro e não sei o que fazer

Trabalho em uma farmaçia e parte do meu trabalho consiste em atender fornecedores pelo telefone. Há 27 dias eu atendi uma ligação, sempre bem educado, e a vendedora depois falar o "script" dela, perguntou minha data de nascimento e acabou pedindo meu contato pessoal. Resolvi passar porque não tinha motivos para não fazer. Talvez era alguém querendo algum tipo de ajuda, dúvida, e que ali na hora não queria perguntar ou estava com vergonha. Mas achei muito estranho perguntarem a data de nascimento, nenhum vendedor nunca fez isso.
Quando cheguei em casa lá estava um áudio com uma voz muito mais linda do que eu lembrava no telefone, comecei a conversar só pra saber o que a pessoa queria. Não tinha foto no perfil, sou feio e tenho vergonha de mim mesmo, mas ela queria saber como eu era. Sempre desconfiado, porque não me perguntava nada, não falava do trabalho, só parecia querer conversar mesmo. E eu conversava, escutava, enviei uma foto. Ela sempre mandava foto, vídeo indo caminhar, dirigindo, voltando da igreja, tudo numa boa. Uma pessoa linda, até demais, pra estar interessada em mim.
Continuo desconfiado, vou atrás de redes sociais, vejo que está participando até de concurso de beleza, crio expectativas mesmo sabendo que não tenho nada a oferecer. Lá vi que faltava poucos dias para o aniversário dela, no dia do aniversário dela espero dar meia noite, mando um vídeo todo envergonhado parabenizando ela, tenho problemas de autoestima então fica tudo bem cringe.
Ai ela começa dizer que queria me conhecer pessoalmente, me liga perguntando se pode vim na minha cidade (moramos há 160km de distância mais ou menos), mas estava tudo acontecendo muito rápido, peço pra ter calma, pra irmos nos conhecendo melhor, até porque até esse ponto as conversar eram bem casuais, eu pouco sabia sobre ela.
Ela saiu com a mãe dela pra comemorar, me manda foto e vídeo com a mãe dela, mas depois relata que achou que seriam só elas duas, mas que a mãe chegou com um rapaz e que ela não gostou dele, diz que "ele tá me testando", pergunto que tipo de teste e ela não responde.
Depois ela comenta que estava muito triste e só queria que eu estivesse lá pra poder dar um abraço nela no dia do aniversário, que tinha sido horrível sair com a mãe, que segurou choro a noite toda, que ela só queria me conhecer no dia do aniversário dela mas que parecia que eu não tinha gostado da ideia. Ai eu abaixo a guarda e crio expectativas, passo a conversar de uma forma mais carinhosa.
Pergunto sobre relacionamento e ela diz que terminou há pouco tempo, mas já estava há um tempo querendo terminar, e não dá mais detalhes. Volto a fuçar as redes e descubro que o intervalo entre o fim de um namoro de 2 anos e começar a conversar comigo é menos de 2 semanas. Volto a ficar triste e desconfiado por ser o consolo de alguém que só quer um relacionamento rebote, e que provavelmente depois de ajudar e reerguer essa pessoa, ela vai só virar as costas e voltar pro ex, que é bem mais bonito do que eu. Mas como ela sempre elogiava meu bom humor, minhas boas sacadas, acabo acreditando nessa de que talvez caráter e conteúdo se sobressaia.
Nesse ponto já estávamos conversando há umas 2 semanas, tentando encaixar uma data no final de semana pra nos conhecermos. Marcamos então para 3 de outubro, eu iria na cidade dela, 160km numa CG 150 pra conhecer alguém da internet numa cidade que nunca fui. Conversamos todos os dias por ligação, ligação de vídeo, falando sobre vida, trabalho.
Faltando 5 dias pra data que combinamos, numa ligação, ela me diz que alguém do trabalho dela arrumou alguém pra ela sair e ela aceitou, mesmo sem nunca ter conhecido a pessoa, disse que sentiu nojo, mas saiu. Beleza, racionalmente falando ela está solteira e faz o que quiser da vida, mas sinto uma falta de respeito do caralho fazer isso.
Ai eu comento sobre ela no trabalho, de forma bem rasa, e começam as histórias de pessoas que sumiram, foram roubadas, abusadas nessas de conhecer alguém pela internet. Decido investigar mais. Facebook, instagram, tiktok, facebook de todos os familiares, irmão, tio, primo, prima, mãe. Vejo que já foi casada (encontro um processo de divórcio) e que o requerente em questão foi o ex-marido. Nessa, já vejo que nos últimos 4 anos ela se casou, ficou 2 anos casada, separou, já engatou um namoro de mais 2 anos e menos de 1 mês depois já está me chamando de amor. Isso aos 24 anos de idade.
Desanimo total, decido parar de conversar e puxar assunto, levo muito a sério relacionamento e ela parece só querer aventuras. Sexta, sábado e domingo se passam. Sábado é o dia que eu iria lá. Ela nem questionou se eu iria ou não, parece não fazer muito caso, fico feliz, era o que eu queria, só me afastar e esquecer ela.
Ontem no horário do almoço dela, me manda uma foto com a cara inchada e de choro. Escrevo um texto dizendo pedindo desculpas, falando que tinha investigado a vida dela e dos familiares por medo de ir lá e acontecer alguma coisa, mas que não daria certo, que tenho coisas pra resolver antes na minha vida, mas que gostava dela, desejo sucesso e felicidades, algo pra terminar na amizade mesmo, num clima bom.
Ela responde que gosta da minha sinceridade, mas que nunca tinha pedido pra eu ir lá, e que o motivo do choro dela era algo muito pior que tinha acontecido domingo, que não conseguiu dormir, acordava chorando e gritando e pensou em me ligar, mas que bom que não tinha feito isso porque eu não me importava com ela. Que se eu fosse bom em investigar, que encontrasse quem seguiu, violentou sexualmente e bateu nela.
Ai eu desmontei, dor na barriga, tremedeira, ânsia de vomito, não sabia o que falar, aliás estou sentindo isso agora só de escrever e lembrar. Olhava pra tela do celular e não sabia o que digitar, só pensava nela sozinha em casa podendo fazer alguma besteira.
Eu jamais imaginaria que algo assim tivesse acontecido, mas ai já era tarde, ela só sabia falar que eu não me importava com ela, que era melhor assim mesmo, me afastando, e eu querendo demonstrar que mesmo não querendo um relacionamento, me preocupava sim com a vida de outra pessoa. Começou a falar que está cansada de ser julgada, que antes estava em um relacionamento abusivo, que hora eu era muito legal, mas hora eu julgava ela demais, que não era pra ter pena se nem intenção de conhecer ela eu tinha e que só queria uma amizade sincera.
Pergunto se ela está bem, se está com alguémm, responde que está em casa com medo, sozinha, com medo de ir trabalhar. Pergunto se ela conversou com alguém sobre isso e diz que não, falo pra deixar eu pelo menos escutar ela, que poderia falar o que fosse e eu ia dar suporte para o que precisasse, só que ai ela volta a discutir sobre eu parar de falar com ela, que não tinha motivo pra confiar em mim e que eu não gostava dela.
Confesso que usei de chantagem, que se não falasse comigo eu entraria em contato com a mãe e/ou irmão pra contar aquilo que ela estava me falando pra poderem ajudar ela, que se eu não conseguisse ajudar, iria encontrar alguém que consegue. Meu maior medo nesse momento era dela fazer alguma besteira, suicídio ou me bloquear e sofrer sozinha. Já estava procurando sobre o que fazer numa situação dessas na internet, o que falar, o que fazer, mas é tudo resumido em não culpar a vítima (óbvio, nunca faria isso) e escutar, mas como escutar alguém que não tem mais vontade/confiança de falar com você?
É isso, não sei como/o que/quando/quem falar, se acredito nisso ou não. Só quero o bem dela, mas não sei o que é o certo a se fazer. Jamais me perdoaria de "abandonar" alguém numa situação assim, mas sei que eu não sou a pessoa certa pra ajudar, que a família seria a melhor opção. Preciso de ajuda.

Update: ela disse que conversou com alguém do trabalho e essa pessoa marcou médico pra ela. Elogiei, disse que era bom que ela conseguiu conversar com alguém, e que seria ótimo também ir na delegacia da mulher pra relatar o crime. Enviei o link do CVV - Centro de Valorização da Vida, disse que lá ela teria pessoas mais instruídas pra conversar, de forma totalmente anônima e que iriam ajudar ela se precisasse. Terminei com um "boa noite". Ela respondeu com um "Obrigada" e "Boa noite". Considero minha parte feita, não vou mais mandar mensagem. Sendo verdade a história do estupro, ela agora vai receber ajuda de quem pode ajudar mais do que eu. Sendo mentira, conseguiu estragar um dia da minha vida me sentindo mal e quase vomitando de ansiedade, mas vou sobreviver e ter história pra contar, e até evitar futuros problemas semelhantes.
submitted by internalerrorfixed to desabafos [link] [comments]


2020.10.05 22:48 AdsonLeo [Encontro Miojo] Um Ato Caloroso (5º Level, D&D 5e)

Olá de novo Redditors! Mais um encontro/aventura rápida para vocês. Esta em particular relevante no momento e creio ser interessante para aqueles jogando a nova aventura Icewind Dale: Rime of the Frostmaiden. Como sempre ela está no meu blog Sopa de Dado, juntamente com todas as outras.
Esta aventura é equilibrada para um grupo de 4 personagens de level 5. O primeiro encontro será trivial, o possível segundo encontro é desafiador. Habilidades recebidas a partir deste level também são essenciais para a resolução da aventura por completo. Caso decida ignorar o encontro com Korazion ou a possibilidade de sua re-animação (descrito nas sessões "Korazion" e "Um Amuleto de Gratidão"), o combate com Vaghar (em "Uma Visão de Arrepiar") é equilibrado para um grupo de 4 personagens de level 2, sendo este o novo nível de desafio desta aventura.
Nomes em negrito se referem a criaturas encontradas em material de D&D 5ª edição e serão seguidos por uma notação entre parênteses com o nome do livro e página em que se encontram.

Localidade

Adivinha? Qualquer cenário que você goste de mestra! A vila, cidade ou bairro, como imaginado por mim, deve ficar em uma região congelada, assolada por nevascas. Um cenário ideal seria durante a aventura Icewind Dale: Rime of the Frostmaiden, acontecendo próximo a qualquer uma das Dez Cidades. Porém, como sempre, a aventura é sua quando decide corrê-la. Faça alterações como achar necessário e a utilize da forma que bem entender.

Resumo

O grupo é contratado para encontrar a tumba de um antigo rinoceronte de pelos brancos que caminhava pela região anos atrás. Hoje, o corpo congelado é uma prometida fonte de aventuras e desafios no meio da tundra impiedosa. Ao chegar lá, pede o contratante, eles devem retirar um tufo do pelo do animal e trazer de volta.
O rinoceronte enorme está congelado mas em perfeito estado, Seu corpo se projeta da neve, meio soterrado, e é protegido por um de sua prole. Este fica com o corpo a todo custo, mas é compreensivo caso os aventureiros não apresentem objetivos maléficos. Ao final, é possível reviver o gigante de eras passadas e reunir a família. E, quem sabe, sair de lá com um belo presente.

Pegando a Missão

O corpo congelado de um antigo rinoceronte é uma das maiores histórias da cidade. Porém, dado o clima selvagem e um de seus descendentes protegendo o moribundo, poucos se atrevem a ir lá. Os representantes políticos e religiosos não permitem que o guardião seja morto, uma vez que cumpre papel importante no ecossistema local. Além disso, o monumento congelado que é o corpo do rinoceronte faz parte da própria cultura, antes lenda caminhante, hoje combustível de histórias.
Um contratante busca os aventureiros para uma missão de busca e coleta. Ele diz precisar de um tufo dos pelos do rinoceronte congelado, conhecido como Korazion. Apenas um tufo, para uma receita de poção mágica, e está disposto a pagar 250 Pesos de Ouro pelo item. Ele informa que o corpo se tornou protegido pelo próprio frio e que será necessário uma lâmina mágica para cortar o pelo do corpo congelado.
Uma informação importante, também passada pelo próprio contratante, é que o guardião não deve ser machucado em hipótese alguma. Os personagens (e jogadores) devem ser criativos para lidarem coma criatura sem a colocarem em risco.
Se os aventureiros não tiverem forma alguma de gerar uma arma mágica por si só, como com a magica Magic Weapon, e não possuam uma já encantada a solução mais fácil é o próprio contratante emprestá-los uma Adaga +1. De toda forma, haja como julgar melhor.

A Jornada

A viagem até o lugar pode durar quanto tempo você achar necessário. Fato é que faz muito frio, o vento congelando até os ossos e tomando para si narizes, orelhas, dedos e outras partes do corpo que estiverem expostas. É necessário o uso de roupas quente o suficiente - casacos, luvas e botas grossas, dentre outros - que podem ser comprados por 10 Pesos de Ouro. Caso o grupo não possua tal equipamento será necessário, ao longo da viagem, a rolagem de uma salvaguarda de Constituição com CD 10 a cada hora de marcha. Numa falha o personagem recebe um nível de Exaustão.
Todo o caminho também conta como terreno difícil, diminuindo pela metade o deslocamento dos personagens tanto em marcha como em combate. Essa penalidade é ignorada caso utilizem sapatos especiais para caminhar na neve. Estes sapatos não estão inclusos no equipamento descrito no parágrafo anterior e custam por si só 2 Pesos de Ouro.

Uma Visão de Arrepiar

Do meio de uma clareira perfeitamente redonda, apesar de natural, se projeta o corpo de um rinoceronte de tamanho enorme. O pelo branco está duro de gelo e suas patas estão cobertas de neve. Apesar disso o que está exposto é mais que o suficiente para fazer os personagens imaginarem como o chão chacoalhava com os passos de Korazion. Estacas de gelo pendem de sua poderosa mandíbula e o chifre, lustrado pelo gelo, reflete os raios de luz. Os olhos, ainda abertos, parecem exibir uma astúcia que poderia derreter a própria neve.
De frente a estátua viva fica uma rinoceronte, rhinoceros (Monster Manual, 336), também coberta por pelagem branca. Esta, muito menor que o congelado, é parte de sua prole e, há anos, protege o cadáver de seu pai. A criatura é pacífica, porém assume posição de ameaça contra qualquer um que perceba entrar na clareira. Durante o dia patrulha o local e se alimenta da vegetação presente. Durante a noite descansa logo ao lado do monumento.
O grupo pode vir com varias ideias para lidar com a guardiã sem machucá-la. Haja como achar melhor dependendo da que escolherem. Eles podem tentar agarrá-la - para isso peça testes de Força (atletismo) contestado pela rinoceronte, ou considere que personagens com um valor de Força somado que iguale ou exceda a da própria criatura são suficientes para segurá-la no lugar. Outra estratégia é atraí-la para a borda da clareira utilizando comida e outras iscas enquanto alguns dos aventureiros se esgueiram pelo outro lado ou chegar ao local durante a noite - neste caso considere a percepção Passiva da rinoceronte (11) como CD e peça por testes de Destreza (furtividade).
É possível ainda paralisar a rinoceronte, encantá-la, fazê-la dormir ou mesmo conversar pacificamente com o uso de magia e testes de Sabedoria (Lidar com Animais). No caso de ser chamada para um diálogo o animal se identifica como Vagha, filha de Korazion, e fica na defensiva e pouco amigável de início, acreditando que estes aventureiros querem provocar mal à estátua e ela. Se o grupo conseguir convencê-la do contrário, ela permite que eles retirem um tufo de pelo. "Isso se conseguirem cortar uma das bela madeixas do meu poderoso pai, kekeke" diz. Em troca ela pede apenas que deem uma olhada nas estranhas marcas presentes no corpo. Korazion não possuía aquilo quando vivo.
Se de tudo ainda houver uma luta, Vaghar vai até a morte.
*Se achar mais interessante e quiser modificar o encontro, ambos rinocerontes podem estar sob o efeito da magia Awaken. Esta magia confere à eles um valor de Inteligência igual a 10 e a capacidade de falar Comum ou alguma outra língua de sua escolha*

Korazion

Este rinoceronte de pelos brancos é enorme. Utilize o stat block do mammoth (MM, 332) para ele. Apesar da visão impressionante, quando em vida Korazion era uma criatura tranquila e apenas atacava para proteger a si, outros animais e à mata. Como guardião local ele era muito respeitado por todos os moradores locais, humanos ou não.
Korazion foi morto por figuras misteriosas há poucos anos e seu corpo não apresenta nenhum sinal de decomposição ou mesmo queimaduras de gelo. Na verdade o rinoceronte está sob um efeito mágico similar ao da magia Gentle Repose, que impede sua carne de decair e ainda permite que seja trago de volta à vida.
Os aventureiros podem notar isso através de runas presentes no chifre do rinoceronte que remetem à escola de Necromancia ou com a magia Detect Magic, sob o escrutínio da qual todo o animal apresenta uma aura de supracitada escola. Se o efeito for desfeito, como com Dispel Magic, Korazion não mais pode ser revivido.
Se desejarem, eles podem trazer a criatura de volta à vida. Uma magia como Revivify é o suficiente. Vaghar, se perguntada sobre isso, não sabe nada sobre magia mas ficaria extremamente feliz se o pai voltasse da morte.

Um Amuleto de Gratidão

Caso decidam por realizar a magia e trazer Korazion de volta, ambos rinoceronte ficam contentes com o reencontro. A medida que o gelo derrete magicamente e os movimentos voltam, Korazion se espreguiça e arrisca alguns passos antes de dirigir a palavra ao grupo. Ele está sob o efeito da magia Awaken e estranha os aventureiros a princípio, mas logo reconhece que foram eles seus salvadores.
O revivido guardião é grato pelo ato e permite a retirada de um tufo de seus pelos. Questionado sobre quem o matou e o deixou naquela situação ou sobre o druida que o deu consciência ele não se lembra (caso esteja utilizando esta aventura juntamente com Icewind Dale: Rime of the Frostmainden, este druida pode ser Ravisin. Neste caso Korazion pode se lembrar e passar informações como você achar apropriado).
Se após voltar Korazion ver sua filha machucada, ele entra em fúria mas é racional e pode ser apaziguado se tudo for explicado da forma certa (assumindo que houve uma luta mas Vaghar e o grupo se entenderam depois). Todo teste de Carisma feito com esse objetivo o é com vantagem graças a ajuda da própria Vaghar.
Com Vaghar morta Korazion parte para cima com tudo. Se achar necessário dê uma oportunidade para todos fugirem. O rinoceronte prefere ficar na clareira velando sua prole e apenas aterroriza o grupo para fora do lugar.
Como informado, o pelo de Korazion não se parte sob nenhuma circunstância a menos que uma arma mágica de dano cortante seja utilizada, esteja ele congelado ou vivo. Com relação a isso nada ele pode fazer se vivo. Se Korazion for morto o pelo dele pode ser cortado normalmente por qualquer lâmina.
Caso tenham revivido Korazion e retirado o tufo após isso, este item, ao ser usado como acessório, atua como uma Gloves of Ogre Power. É possível perceber isso com Detect Magic, Identify ou efeito similar. Ao ser separado do corpo, o pelo adquiriu propriedades mágicas, e basta utilizá-lo como colar, enxertado no próprio cabelo ou barba ou de alguma outra forma que você julgar apropriada. Se mais tufos forem retirados não acontece o mesmo. Esse foi imbuído magicamente graças ao fato de Korazion ter voltado à vida e sua forte gratidão ao grupo. O pelo retirado do corpo morto ou ainda congelado não sofre o mesmo.

Concluindo a Missão

O contratante paga como prometido os 250 Pesos de Ouro pelo tufo, seja ele mágico ou não. Ele não pretende oferecer mais, mesmo que os aventureiros mostrem que o item é valioso. Por ele que estes mercenários fiquem com isto! Só queria fazer sua poções estranhas com ingredientes exóticos.
Caso tenha corrido esta aventura para um grupo sem acesso a magias que poderiam reviver Korazion, ou que no momento não possuíam os componentes certo, você pode disponibilizar clérigos que cobrem pelo serviço ou lojas que vendam tais componentes. Se não foi dissipado, o efeito mágico que o mantém em suspensão permite que o grupo volte ao local num outro dia.

O Que Vem Depois?

Gostou da aventura? Tem alguma crítica, elogio ou sugestão? Deixe um comentário! Se tiver usado alguma ideia apresentada no texto comente aí como foi, adorarei ler como tudo se deu na sua mesa. Até a próxima.
submitted by AdsonLeo to rpg_brasil [link] [comments]


2020.10.05 21:37 oscarsantosrus Recuperando a autoestima após a traição dela. Recomeçando a vida. Abertura para um novo relacionamento.

A minha situação levou ao menos a uma dedução, ninguém é confiável!
Eu, 44 anos (mas todos comentam que tenho cara de 30 e poucos), depois de pouco mais de uma década de casamento com ela, 42 anos (também aparenta ser um pouco mais jovem), não dá para acreditar que a mesma poderia fazer isso (foi em 2019). Tínhamos um bom padrão de vida, nada tão top, mas melhor que muitos casais na nossa faixa e alguns amigos, bons empregos, ríamos e tínhamos tudo aquilo que um casal com o tempo de relacionamento poderia ter, brincadeiras, assuntos, responsabilidades, mas sim, perdemos algumas coisas com o passar do tempo. O sexo foi diminuindo (não eu, sempre corri atrás dela), problemas foram surgindo, deixamos de conversar mais, mas no final sempre saíamos vitoriosos. Sempre estive ao lado dela, e ela alguém que chegou na minha cidade/estado sozinha, saem expectativa alguma, sem amigos, uma pessoa para quem eu sempre me doei, talvez isso não tenha sido amor suficiente, não sei, e olha que passamos por muita coisa complicada.
Sempre fui dedicado, prestativo, ajudador, carinhoso, parceiro, amigo, e esses atributos estão em mim, eu sei, já me falaram por conta dessa situação, não mudarei isso à próxima sortuda que surgir, mas recomeçar tudo de novo, encontrar alguém, o flerte, as fases, e talvez não dê em nada, difícil pra mim ouvir um não. Tenho no pacote várias falhas também, sei que não converso tanto quanto poderia , ou fui perdendo para com ela isso (um ponto que eu sei que tenho que melhorar), mesmo alguns assuntos eu evitava conversar, vergonha talvez, um tipo de receio de não ir de encontro a ela, criar conflito, é até estranho isso um casal.
Eu poderia te-la traído, mas nunca nem passou pela cabeça e nem houve alguma mulher próxima, falo por um período de distanciamento que houve por uns 5 anos devido a trabalho. Sempre fui fiel e tenho caráter, mas da parte dela nunca imaginei, nunca passou pela cabeça, que ela falharia de forma tão ruim. Eu só queria dela amor, fidelidade e dedicação como esposa.
Será que há mulheres atrás de alguém com um perfil assim? Fico na dúvida. Tinha que ser mais fácil as pessoas se conectarem. Até entrei no Tinder, recebi matches interessantes, mas depois sumiam, uma outra aparecia para conversar, mas eu ficava com receio do próximo passo. O que está escrito no perfil poderia não ser a realidade ou não espelhar o mínimo que eu precisasse saber.
Meu objetivo não é sair para sexo, é uma relação de conhecimento, amizade, diversão estendendo para algo futuro se rolar, sexo sim, faz parte do ser humano, do prazer, da relação. Casar? Minha situação me fez uma pessoa muito triste quanto a acreditar nisso, mesmo tendo sido instituída por Deus (que eu creio e sigo), mas sim, evoluindo aí pode-se pensar em morar junto ou algo de papel passado.
O pior é ela não ter aceitado o erro e tentar se justificar, até mesmo perante a família dela. Pirou totalmente a cabeça, passou a viver num mundo completamente diferente de antes.
Tenso demais isso, pior ainda é saber que foi trocado por alguém infiel (casado também), pobre, pé-rapado, sem expectativa (esse sim). Sem denegrir nos comentários, somos adultos, já passamos da fase de adolescência. E ouvir ainda coisas do tipo "nunca te amei", "você é um bom marido" e outros blablas, mas falar sobre não querer mais.
É meio que um desabafo, simplifiquei bastante como foi minha situação no passado recente, mas meu coração não está preso mais a isso, e nem a recaídas, pelo contrário, não sei e nem quero saber da vida dela, quero viver a minha como passei a viver melhor.
Caso alguém queira trocar idéia fora dos comentários pode mandar mensagens privadas que lerei.
submitted by oscarsantosrus to desabafos [link] [comments]


2020.09.30 22:19 oscarsantosrus Recuperando a autoestima após a traição dela. Recomeçando a vida. Abertura para um novo relacionamento.

A minha situação levou ao menos a uma dedução, ninguém é confiável!
Eu, 44 anos (mas todos comentam que tenho cara de 30 e poucos), depois de pouco mais de uma década de casamento com ela, 42 anos (também aparenta ser um pouco mais jovem), não dá para acreditar que a mesma poderia fazer isso (foi em 2019). Tínhamos um bom padrão de vida, nada tão top, mas melhor que muitos casais na nossa faixa e alguns amigos, bons empregos, ríamos e tínhamos tudo aquilo que um casal com o tempo de relacionamento poderia ter, brincadeiras, assuntos, responsabilidades, mas sim, perdemos algumas coisas com o passar do tempo. O sexo foi diminuindo (não eu, sempre corri atrás dela), problemas foram surgindo, deixamos de conversar mais, mas no final sempre saíamos vitoriosos.Sempre estive ao lado dela, e ela alguém que chegou na minha cidade/estado sozinha, saem expectativa alguma, sem amigos, uma pessoa para quem eu sempre me doei, talvez isso não tenha sido amor suficiente, não sei, e olha que passamos por muita coisa complicada.
Sempre fui dedicado, prestativo, ajudador, carinhoso, parceiro, amigo, e esses atributos estão em mim, eu sei, já me falaram por conta dessa situação, não mudarei isso à próxima sortuda que surgir, mas recomeçar tudo de novo, encontrar alguém, o flerte, as fases, e talvez não dê em nada, difícil pra mim ouvir um não. Tenho no pacote várias falhas também, sei que não converso tanto quanto poderia , ou fui perdendo para com ela isso (um ponto que eu sei que tenho que melhorar), mesmo alguns assuntos eu evitava conversar, vergonha talvez, um tipo de receio de não ir de encontro a ela, criar conflito, é até estranho isso um casal.
Eu poderia te-la traído, mas nunca nem passou pela cabeça e nem houve alguma mulher próxima, falo por um período de distanciamento que houve por uns 5 anos devido a trabalho. Sempre fui fiel e tenho caráter, mas da parte dela nunca imaginei, nunca passou pela cabeça, que ela falharia de forma tão ruim. Eu só queria dela amor, fidelidade e dedicação como esposa.
Será que há mulheres atrás de alguém com um perfil assim? Fico na dúvida. Tinha que ser mais fácil as pessoas se conectarem. Até entrei no Tinder, recebi matches interessantes, mas depois sumiam, uma outra aparecia para conversar, mas eu ficava com receio do próximo passo. O que está escrito no perfil poderia não ser a realidade ou não espelhar o mínimo que eu precisasse saber.
Meu objetivo não é sair para sexo, é uma relação de conhecimento, amizade, diversão estendendo para algo futuro se rolar, sexo sim, faz parte do ser humano, do prazer, da relação. Casar? Minha situação me fez uma pessoa muito triste quanto a acreditar nisso, mesmo tendo sido instituída por Deus (que eu creio e sigo), mas sim, evoluindo aí pode-se pensar em morar junto ou algo de papel passado.
O pior é ela não ter aceitado o erro e tentar se justificar, até mesmo perante a família dela. Pirou totalmente a cabeça, passou a viver num mundo completamente diferente de antes.
Tenso demais isso, pior ainda é saber que foi trocado por alguém infiel (casado também), pobre, pé-rapado, sem expectativa (esse sim). Sem denegrir nos comentários, somos adultos, já passamos da fase de adolescência. E ouvir ainda coisas do tipo "nunca te amei", "você é um bom marido" e outros blablas, mas falar sobre não querer mais.
É meio que um desabafo, simplifiquei bastante como foi minha situação no passado recente, mas meu coração não está preso mais a isso, e nem a recaídas, pelo contrário, não sei e nem quero saber da vida dela, quero viver a minha como passei a viver melhor.
Caso alguém queira trocar idéia fora dos comentários pode mandar mensagens privadas que lerei.
submitted by oscarsantosrus to desabafos [link] [comments]


2020.09.30 21:42 oscarsantosrus Recuperando a autoestima após a traição dela. Recomeçando a vida. Abertura para um novo relacionamento.

A minha situação levou ao menos a uma dedução, ninguém é confiável!
Eu, 44 anos (mas todos comentam que tenho cara de 30 e poucos), depois de pouco mais de uma década de casamento com ela, 42 anos (também aparenta ser um pouco mais jovem), não dá para acreditar que a mesma poderia fazer isso (foi em 2019). Tínhamos um bom padrão de vida, nada tão top, mas melhor que muitos casais na nossa faixa e alguns amigos, bons empregos, ríamos e tínhamos tudo aquilo que um casal com o tempo de relacionamento poderia ter, brincadeiras, assuntos, responsabilidades, mas sim, perdemos algumas coisas com o passar do tempo. O sexo foi diminuindo (não eu, sempre corri atrás dela), problemas foram surgindo, deixamos de conversar mais, mas no final sempre saíamos vitoriosos. Sempre estive ao lado dela, e ela alguém que chegou na minha cidade/estado sozinha, saem expectativa alguma, sem amigos, uma pessoa para quem eu sempre me doei, talvez isso não tenha sido amor suficiente, não sei, e olha que passamos por muita coisa complicada.
Sempre fui dedicado, prestativo, ajudador, carinhoso, parceiro, amigo, e esses atributos estão em mim, eu sei, já me falaram por conta dessa situação, não mudarei isso à próxima sortuda que surgir, mas recomeçar tudo de novo, encontrar alguém, o flerte, as fases, e talvez não dê em nada, difícil pra mim ouvir um não. Tenho no pacote várias falhas também, sei que não converso tanto quanto poderia , ou fui perdendo para com ela isso (um ponto que eu sei que tenho que melhorar), mesmo alguns assuntos eu evitava conversar, vergonha talvez, um tipo de receio de não ir de encontro a ela, criar conflito, é até estranho isso um casal.
Eu poderia te-la traído, mas nunca nem passou pela cabeça e nem houve alguma mulher próxima, falo por um período de distanciamento que houve por uns 5 anos devido a trabalho. Sempre fui fiel e tenho caráter, mas da parte dela nunca imaginei, nunca passou pela cabeça, que ela falharia de forma tão ruim. Eu só queria dela amor, fidelidade e dedicação como esposa.
Será que há mulheres atrás de alguém com um perfil assim? Fico na dúvida. Tinha que ser mais fácil as pessoas se conectarem. Até entrei no Tinder, recebi matches interessantes, mas depois sumiam, uma outra aparecia para conversar, mas eu ficava com receio do próximo passo. O que está escrito no perfil poderia não ser a realidade ou não espelhar o mínimo que eu precisasse saber.
Meu objetivo não é sair para sexo, é uma relação de conhecimento, amizade, diversão estendendo para algo futuro se rolar, sexo sim, faz parte do ser humano, do prazer, da relação. Casar? Minha situação me fez uma pessoa muito triste quanto a acreditar nisso, mesmo tendo sido instituída por Deus (que eu creio e sigo), mas sim, evoluindo aí pode-se pensar em morar junto ou algo de papel passado.
O pior é ela não ter aceitado o erro e tentar se justificar, até mesmo perante a família dela. Pirou totalmente a cabeça, passou a viver num mundo completamente diferente de antes.
Tenso demais isso, pior ainda é saber que foi trocado por alguém infiel (casado também), pobre, pé-rapado, sem expectativa (esse sim). Sem denegrir nos comentários, somos adultos, já passamos da fase de adolescência. E ouvir ainda coisas do tipo "nunca te amei", "você é um bom marido" e outros blablas, mas falar sobre não querer mais.
É meio que um desabafo, simplifiquei bastante como foi minha situação no passado recente, mas meu coração não está preso mais a isso, e nem a recaídas, pelo contrário, não sei e nem quero saber da vida dela, quero viver a minha como passei a viver melhor.
Caso alguém queira trocar idéia fora dos comentários pode mandar mensagens privadas que lerei.
submitted by oscarsantosrus to relacionamentos [link] [comments]


2020.09.28 18:07 elifazfelix "Mais uma Luz"

Podemos conversar?
Existe uma doença que está devastando vidas e famílias. Essa doença não tem mês, dia ou ano certo para se espalhar, ela não seleciona seus alvos por raça, cor, ou posição social, e simplesmente chegou na história do ser humano, e têm destruído muitos sonhos e planejamentos de um futuro promissor. O pior é que leva tempo para notar os pequenos resquícios de sintomas, uma vez que a pessoa é infectada, precisa-se de tempo para poder notar as características desse terrível algoz. Ele é invisível, sorrateiro e cruel. Talvez você esteja pensando que estamos conversando sobre a COVID-19, mas não, essa doença da qual estamos conversando sequer tem espaço na mídia, nos jornais, e quando aparece em algum jornal o leitor pula para a próxima página sem dar muito interesse, as vezes, por medo de atrair tal doença (por superstição), e por outras vezes, pelo simples motivo de achar que é a terrível consequência de não saber se cuidar. Para se ter ideia do quanto essa doença é subestimada, o último levantamento feito foi apenas no ano de 2016 onde somente no Brasil, morreram 11 mil pessoas por decorrência dessa maléfica enfermidade. Entre essas pessoas tendem a maioria a ser idosos, porém os jovens de 15 a 29 anos não estão imunes, e tem sido a segunda maior estatística mundial. Sim, estamos conversando a respeito do suicídio. Você sabia que 42% dos casos de suicídios são por causa de desilusões amorosas, e que 29% são em decorrência de algum trauma? Álcool, drogas e outras substâncias químicas são responsáveis por 28%, problemas físicos 22%, e financeiros 16%. As porcentagens ultrapassa 100% porque é comum que uma pessoa tenha mais de um fator presente. Não é muito raro encontrar alguém que não tenha conhecido algum amigo, vizinho, ou parente que tenha passado por essa asquerosa experiência. Como vimos no gráfico acima, a falta de condições financeiras não é a principal causa de suicídios, muito pelo contrário, temos muitos exemplos de pessoas famosas que tiraram a própria vida. Alguns exemplos são: Robin Williams com 63 anos, Kurt Cobain com 27 anos, Heath Ledger com 29 anos, entre outros famosos que infelizmente foram vítimas dessa cruel e covarde doença. Um artista que foi muito comentado a respeito de seu suicídio foi Chester Bennington, ex vocalista da banda Linkin Park, por falar a seguinte frase em sua última entrevista:
“Este lugar aqui, este crânio, entre minhas orelhas, é uma péssima vizinhança. Eu não deveria ficar lá sozinho.” Chester Bennington, ex vocalista da banda Linkin Park
Não somente através esse trecho desta entrevista,mas também em toda a música “One More Light”, podemos ver como o artista demonstrou que precisava de ajuda. O objetivo deste artigo é conversar com você, e te explicar que por mais avassaladora que essa doença seja, necessita-se de dois gestos muito mais simples que uma aplicação de uma injeção, ou até mesmo mais simples – o gesto – que lavar as mãos com sabão e passar álcool 70%. Precisa apenas de dois passos. O primeiro passo é a empatia. Fique atento se alguém que você convive ou que você encontra com uma certa frequência não está esboçando algum tipo de comportamento que deixe notária a ideação de suicídio. Assim como Chester Bennington, muitas pessoas deixam um frase ou um comportamento escapar, e é aí que essa pessoa precisa de alguém que olhe em seus olhos, que perceba e entenda o que está acontecendo nos mais recônditos e sombrios pensamentos dela, e que com uma voz inefável e amorosa diga: Podemos conversar?
Por: Ellifaz Felix
submitted by elifazfelix to u/elifazfelix [link] [comments]